Esperança de recuperação

0
9
A nova edição da pesquisa “Perspectivas 2019: Expectativa dos Brasileiros com o Cenário Econômico e Social”, realizada pela parceria Acrefi/Kantar, aponta que o brasileiro demonstra otimismo mais consciente e espera melhora da economia a partir do 2º Semestre de 2020. De acordo com o estudo, a situação do país está melhor para a população, sendo vista como ótima ou boa por 17% da população. Também houve redução da avaliação do cenário que era considerado péssimo, caindo de 20% para 15%.  “Há três anos o cenário era desesperançoso em muitos aspectos, atualmente a população já percebe alguns avanços, com consciência dos desafios que temos ainda pela frente”, destaca Viviane Varandas, diretora da área de brand da divisão de insights da Kantar Insights.
Há também um cenário de otimismo, principalmente na capacidade de fazer compras para casa, situação financeira pessoal e padrão de vida. 56% acreditam que a situação financeira pessoal vai melhorar, enquanto 49% disseram que o padrão de vida a capacidade de fazer compras acompanharão esse movimento.
Para o presidente da Acrefi, Hilgo Gonçalves, o Brasil vive um importante momento de transformação cultural, onde cada vez mais a população tem se mantido muito atenta a todos os acontecimentos e, com isto, está mais consciente em suas decisões. “A aprovação das reformas da Previdência e o início do debate sobre a Reforma Tributária, com certeza, dão sustentabilidade a melhoria da confiança que a situação econômica do Brasil será melhor nos próximos anos. Do lado do mercado financeiro, a aprovação do Cadastro Positivo trará inúmeros benefícios para toda a população. Estimamos que serão incluídas mais de 20 milhões de pessoas e um grande número de micros e pequenas empresas, contribuindo também para que a economia possa crescer. Há uma agenda avançando e o importante é olharmos para a parte cheia do copo, sem perder de vista que ainda teremos muitos desafios a serem superados, entre eles a melhoria da educação, a geração de emprego e renda”, enfatiza.
Segundo ele, houve uma ligeira melhora da percepção dos respondentes que acreditam que a oferta de crédito para a população irá melhorar (36% para 38%). “A recuperação cíclica ganha tração. Temos redução de juros, inflação baixa e expansão do Crédito Total no SFN (Sistema Financeiro Nacional) – que deve alcançar 8% em 2019. Para o crescimento do crédito recursos livres pessoa física projetamos 14% e, o da pessoa jurídica, em torno de 9%. Acreditamos que o PIB possa alcançar 1% em 2019 e 2,0% em 2020”, projeta o presidente da Acrefi.