O canal para quem respira cliente.

Eventos que geram negócios

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Fabiana Schaeffer
Embora muita gente ainda pense ao contrário, promover ou participar de um evento significa investimento da empresa em um negócio altamente lucrativo, em todos os aspectos. São diversos benefícios integrados que potencializam a imagem corporativa da empresa, como a divulgação direta da sua marca e o marketing de relacionamento que incrementa contatos e amplia as relações com a rede de clientes, fornecedores, novos clientes e outros públicos de interesse.
Além disso, cada vez mais, os eventos têm sido utilizados como ferramenta de marketing pelas empresas brasileiras, seja para o lançamento de produtos, início e término de campanhas ou de promoções. Trata-se de um mercado, portanto, bastante dinâmico, que propicia novos negócios e atrai novos clientes e parceiros.
No Brasil, o mercado de eventos e promoções é cada vez mais promissor e hoje já abocanha grande parte da verba de comunicação das empresas, pulverizada entre PDVs, mídia, feiras, exposições e eventos de negócios ou internos. Todas estas ferramentas são eficazes em um plano de comunicação integrada, colaboram na projeção da marca e no fortalecimento da empresa em seu mercado de atuação.
Mas, é importante ressaltar que não basta apenas a empresa participar de um evento ou promovê-lo, é preciso, antes de tudo, pensar nos resultados. É necessário determinar o objetivo principal da participação da empresa em um evento e identificar o melhor período e forma de realizá-lo. Para isso, a participação de um profissional é imprescindível para que os resultados sejam satisfatórios, pois ele analisará a viabilidade das ações, o perfil e o core business da empresa que o contratou para assessorá-lo e indicará os melhores fornecedores para o êxito do evento.
Só para se ter uma idéia do crescimento dos eventos de negócios, este ano mais de 170 feiras serão realizadas no Brasil, com 20 novas estreando. O mercado é crescente e movimentou, no ano passado, mais de R$ 3 bilhões, envolvendo organização, promoção, serviços, etc.
Também tem sido cada vez mais comum a utilização dos eventos como ferramenta de união de grandes marcas em eventos e promoções concentradas no público final com o objetivo de aumentar a força da comunicação e unir os consumidores de ambas. Foi o caso da ação realizada recentemente pela Mitsubishi com foco nos clientes da Daslu. A montadora realizou um “Test-Drive Beneficente”, em que para cada cliente Daslu que testasse um de seus carros e deixasse seus dados com a promotora, a Mitsubishi doaria automaticamente R$ 100,00 para a obra assistencial mantida pela Daslu.
Os eventos, portanto, além de gerarem negócios diretos, têm como finalidade, reforçar a marca das empresas e de seus produtos na mente e no coração dos consumidores, o que, conseqüentemente, gera um aumento nas vendas. Muitas empresas associam suas marcas a eventos culturais, esportivos e sociais, de forma a criar uma imagem positiva aos seus produtos. É o caso de eventos de grande porte, como o Coca-Cola Vibezone, o Skol Beats e o Stock Car.
A grande questão é saber utilizar a ferramenta de marketing mais adequada às necessidades pontuais da empresa. E, ao escolhê-la, buscar fazer a coisa certa para potencializar os resultados e, conseqüentemente, os lucros.
Fabiana Schaeffer é diretora da agência Netza – Marketing Promocional e Eventos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima