Experiência digital

0
13
O mundo digital vem cada vez mais impactando os negócios, deixando de ser apenas mais um canal de venda. Hoje, sua presença vai além, inclusive marcando presença no mundo físico, como na nova loja da Tim, desenvolvida dentro de um conceito de espaço 100% digital. Inaugurada em agosto, no Morumbi Shopping, em São Paulo, ela foi criada utilizando-se de tecnologias que pudessem tornar o atendimento mais simples, rápido e eficiente. “Não se trata de uma loja-conceito no modelo de flagship store. É um novo layout, mais digital e interativo, a ser implantado também em outras lojas do Brasil”, destaca Breno de Sá, diretor nacional de lojas próprias da Tim Brasil.
O projeto foi estruturado em parceria com o arquiteto André Piva, que criou um ambiente funcional e modular, adaptável a qualquer lugar do Brasil e a qualquer produto e serviço que a operadora quisesse comunicar dentro da loja. Para a conclusão do projeto, a Tim considerou ainda as ressalvas e feedbacks dos clientes nos canais de comunicação, bem como dos vendedores e clientes internos. “Com muitas pesquisas sobre tendências e inovações, chegamos ao nosso modelo, com foco total em uma experiência digital e interativa para o cliente.” 
 
Com isso, no espaço, os clientes podem experimentar serviços da Tim como o Tim music by Deezer, Tim Banca Virtual, Tim Games e o app de autoatendimento Meu Tim, que possui um espaço exclusivo para que os consumidores entendam como agilizar as demandas utilizando a solução. Existe, ainda, a possibilidade do cliente comparar vários aparelhos por meio de telas interativas. A loja conta ainda com a degustação interativa em telas touch, o uso de tablets pelos consultores para efetuar vendas e digitalizar a documentação e a senha eletrônica, em que o cliente pode passear pelo shopping e receber um SMS quando estiver próximo da sua vez. “O grande diferencial é que o cliente poderá degustar vários serviços da operadora, para sair da loja sem dúvidas sobre sua escolha”, explica o executivo.
Sá reforça ainda que, como o objetivo é ser um ambiente com experiência digital, o papel foi eliminado e todos os contratos são digitais, inclusive a assinatura é feita via tablets. Os clientes só recebem a via em papel se realmente precisarem, do contrário, todos os documentos são enviados por e-mail.  Há também folhetos digitais por meio de QR codes em que o cliente pode ver pelo seu próprio celular detalhes de alguns planos. E o wi-fi fica disponível na loja tanto para clientes quanto para não clientes, sendo que clientes Tim se conectam automaticamente, sem necessidade de digitação de senha.
Além disso, o novo conceito da loja Tim ganha um atendimento mais rápido e descontraído. Tanto que foram simplificados os sistemas de atendimento de modo que a interface para o funcionário fosse única e intuitiva, não sendo mais necessário acessar diversos sistemas. “Caso o cliente queira ficar mais tempo na loja e aproveitar toda interatividade e degustações disponíveis, ele tem espaços disponíveis para isso. Caso seja um atendimento mais rápido e pontual, os consultores vão auxiliá-lo”, pontua o diretor, acrescentando que os feedbacks de clientes e parceiros têm sido positivos e que há planos de aplicar o conceito em mais lojas Tim. “A primeira loja nos ajudará a identificar o que funcionou e o que pode ser melhorado para as próximas.”