Férias sim, desconectado jamais!

0
4
Avistando as férias escolares de meio de ano, que estão chegando, a Intel Security realizou o estudo “Digital Detox: Unplugging on Vacation” (Detox Digital: desconectando-se durante as férias). O objetivo é entender melhor como os consumidores brasileiros fazem para continuar conectados digitalmente enquanto viajam. Bem como podem estar inadvertidamente colocando em risco sua identidade e seus dispositivos pessoais. Mas, o que significaria “desconectar” para os entrevistas? Quando questionados sobre a definição, 78% disseram que é quando não se usa a Internet de forma alguma. Já 64% acreditam que é quando se não usa uma mídia social e 56% sem uso de e-mail. Outros 46% foram além: estar desconectado é não realizar e nem receber ligações.  
Praticamente, metade dos brasileiros entrevistados (48%) afirma ter saído de férias no ano passado com a intenção de se desconectar. Entre as pessoas na faixa dos 20 e 30 anos este percentual é de 49%. Entre os que tem 40 anos o percentual é de 53% e 43% têm mais de 50 anos. 
Férias desconectadas
Dos brasileiros que saem de férias e deseja se desconectar, 57% dizem que não são completamente bem-sucedidos na tarefa. As pessoas que tiveram esse sucesso afirmam ter diminuído a utilização de mídias sociais (61%). Ou se abstiveram de leitura/resposta a e-mails de trabalho (53%). Ou se abstiveram do uso das mídias sociais (51%). Para a maioria das pessoas que saem de férias, a intenção de se desconectar serve como um calmante (67%), precisam de uma pausa do trabalho (56%) ou só querem curtir o momento (50%). Um quarto das pessoas diz fazê-lo por respeito pela pessoa com quem estão. Para 69%, as férias foram mais agradáveis depois de terem se desconectado. 66% aproveitaram mais o ambiente ao seu redor, 62% sentiram-se mais conectados com as pessoas com quem estavam, enquanto 54% sentiram-se menos estressados. Apenas 7% disseram que sofreram mais estresse devido à falta de acesso ao mundo.
Sem intenção de se desconectar
Mas sempre há o outro lado: quase metade das pessoas diz que não têm nenhuma intenção de se desconectar durante as férias. Elas acham que é impossível (43%) e precisam estar acessíveis para sua família em todos os momentos (41%). Outros precisam de seu dispositivo para navegar ou ainda planejar a viagem (41%). E as pessoas na faixa dos vinte anos querem ter acesso a música (30%).
Esse mesmo grupo de idade acreditam que o desejo de compartilhar experiências de férias em mídias sociais em tempo real é uma razão muito importante para se manterem conectado nas férias (43%). Entre todas as faixas etárias, a comunicação com a família (65%) e a falta de comunicação com os amigos (52%) são as principais razões que acabam mantendo as pessoas conectadas. Além disso, 51% acham importante estar disponível em caso de emergência.
Sempre conectados
No estudo, 70% afirmaram que já sentiram uma sensação de ansiedade por estarem desconectados. Para as pessoas na faixa dos vinte anos o percentual é 79%. Outros 62% também disseram que não estão dispostos a deixarem seus smartphones em casa durante as férias. Esse percentual é ainda maior entre as pessoas na faixa dos quarenta anos (69%) ou cinquenta anos (72%). No entanto, as pessoas têm menos problemas em deixar seu laptop ou tablet em casa: 72% afirmam que estariam dispostos a deixá-los em casa.
WiFi
Quase todos os entrevistados (92%) se conectam a internet enquanto estão em férias. Desses, 29% utilizam apenas WiFi para se conectarem, 12% utilizam apenas a rede do celular e 59% usam ambos. Ao usar o WiFi nas férias, a maioria das pessoas usa “qualquer rede que possa acessar” (52%). Enquanto 30% afirmam que usam apenas o WiFi do hotel. 40% que usam WiFi nas férias se certificam de que a conexão é segura antes de usá-la. Outros 27% afirmam que realmente não pensam sobre isso e 32% dizem que até pensam sobre, mas quando precisam de conexão estão dispostos a assumir o risco e usar uma conexão não segura.
Dependência de e-mail e redes sociais
As pessoas preferem sair de férias sem ter acesso a e-mail (30%) do que sem ter acesso a mídia social (24%). Um em cada quatro (24%) não sairia de férias sem nenhum deles. Já 34% dizem não ter passado um dia de férias sem a verificação de alguma mídia social. Muitos não passaram um dia sem verificar/responder e-mail (29%) ou mensagens de texto (41%). Enquanto 30% dos que se conectam à internet nas férias verificam o e-mail constantemente ao longo do dia e 72% das pessoas checam o e-mail pelo menos uma vez por dia.
Para aqueles que trabalham, 64% dizem que gostariam de se desconectar em uma semana de férias, se não tivessem obrigações de trabalho.  58% dizem que aceitariam sair em uma semana de férias sem conexão celular ou internet o tempo todo. Ao se conectarem à Internet durante as férias, algumas pessoas pensam que suas informações pessoais estão mais seguras (10%) ou apenas seguras (24%) do que quando eles se conectam em casa. Enquanto 32% dizem não pensar sobre isso. A maioria das pessoas (69%) usa dispositivos vestíveis quando viajam. Esta percentagem é mais elevada (71%) entre as pessoas em seus vinte anos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCarro: Vilão do Orçamento
Próximo artigoO desafio da inovação