Fim de ano gordo

0
1


O desempenho do mercado brasileiro de cartões de crédito em dezembro deverá ser o melhor dos últimos seis anos. Impulsionado pelas compras de Natal, o faturamento do setor, representado pelo volume de transações, será de R$ 14,5 bilhões no mês, com crescimento de 26,7% em relação a dezembro de 2004. Essa é a maior taxa de expansão verificada no mês de dezembro desde o ano 2000. Os dados são do estudo exclusivo Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento, realizado pela Credicard.

A pesquisa analisou o histórico do Natal entre 2000 e 2005. Em dezembro de 2000, início do levantamento, o faturamento cresceu 18,6%, chegando a R$ 5,29 bilhões, com um total de 72,5 milhões de transações e a média de 1.600 transações por minuto, ou seja, menos da metade da média prevista para 2005.

O número de transações realizadas pelos portadores previsto para o mês do Natal revela a força e a disseminação do uso do meio de pagamento cartão em todas as regiões do país: os estabelecimentos comerciais deverão registrar 157,3 milhões de transações em dezembro, total que representa em média 3.500 transações por minuto.

Forte expansão em 2005 – Os bons resultados de dezembro deverão impulsionar ainda mais o faturamento do mercado de cartões de crédito no ano, que deverá atingir R$ 127,6 bilhões, com crescimento de 27,1% sobre 2004 – expansão que também é a maior dos últimos seis anos. O número de transações previsto para o ano é de 1,45 bilhão, com uma compra média de R$ 88. O total de cartões de crédito em circulação no país somará 66 milhões até o final de 2005.

Tomando-se como base o índice de crescimento real (descontada a inflação pelo IPCA) o setor deverá crescer 20,4% em 2005, bem acima dos percentuais registrados nos últimos anos – 5,1% em 2002; 9,2% em 2003 e 12,8% em 2004.

A participação do volume de transações com cartão de crédito no consumo privado nacional deverá chegar a 11,7% no final de 2005, o maior crescimento absoluto (em pontos percentuais, pp) dos últimos 10 anos analisados pela Pesquisa Indicadores de Mercado da Credicard. Esse dado revela o impacto cada vez maior do meio de pagamento cartão sobre a economia do país.

Previsões para 2006 – Segundo estimativas da Credicard, o mercado brasileiro de cartões de crédito deverá registrar forte crescimento em 2006: o volume de transações chegará a R$ 155,6 bilhões, com crescimento de 22% sobre 2005. O crescimento real previsto (descontada a inflação) deverá ser de 16,6%.

Entre os principais fatores para essa expansão estão a ativação dos novos cartões emitidos em 2005; o aumento no número de estabelecimentos credenciados fora dos grandes centros urbanos que aceitam cartão; e o aumento do hábito de uso dos portadores mais antigos. Com a expansão prevista, a participação dos cartões no consumo privado nacional chegará a 13,2%.


Evolução do número de cartões em cinco anos no Brasil:

2000: 29,2 milhões
2001: 35,3 milhões
2002: 40,8 milhões
2003: 43,7 milhões
2004: 52,7 milhões
2005: 66,0 milhões