O canal para quem respira cliente.

Gartner avalia terceirização nas empresas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Cada vez mais as empresas estão adquirindo serviços de aplicativos e estão sendo pressionadas para terceirizar rapidamente uma parte do seu trabalho para gerar redução de custos. As empresas têm metas específicas para transferir uma parte do seu trabalho com aplicativos a outros países próximos ou distantes da demanda, aproveitando o modelo global de aquisição de prestadores externos de serviços (ESPs). A urgência está em reduzir os custos tirando proveito da arbitragem de mão-de-obra fora do país. Segundo o Gartner, líder mundial no fornecimento de pesquisas e análises sobre tecnologia da informação, até 2008, as práticas seletivas de terceirização resultarão em uma abordagem de terceirização exclusiva de aplicativos, plataforma ou desempenho, em até 80% dos casos.
Entretanto, atualmente, a terceirização de aplicativos está sendo adotada, muitas vezes, sem a racionalização necessária, sem alinhamento entre as unidades de negócios e sem um exame cuidadoso das opções à disposição. Em levantamento realizado pelo Gartner, muitas empresas citam a redução de custos como principal motivação para a terceirização dos seus aplicativos, entretanto, depois de pensar melhor, afirmam que a utilizam para transformar suas atividades de negócios.
“Se as empresas observarem suas estratégias de contratação e seus planos de terceirização de aplicativos, muitas vezes elas encontrarão um desalinhamento entre as metas de terceirização e as decisões subseqüentes do ciclo de vida de contratação que serão tomadas”, explica Allie Young, vice-presidente de pesquisa do Gartner.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima