Grupo A Tarde moderniza parque tecnológico

0
3



O Grupo A Tarde, da Bahia, investe na modernização tecnológica para acompanhar os novos tempos midiáticos e enfrentar o futuro. Até 2006, o grupo apresentava sérios problemas de estabilidade no parque. Após contratação dos serviços da Cimcorp, integradora e provedora de soluções de tecnologia da informação e outsourcing, processo que durou até janeiro de 2007, já estão sendo observadas expressivas mudanças no departamento de TI. A estabilidade do parque aumentou de 95% para 99,5%, enquanto a necessidade de fazer manutenção diminuiu. Com isso, a equipe de TI ganhou produtividade, passando a se envolver no desenvolvimento de novas soluções.


A necessidade de reformulação surgiu no primeiro semestre de 2006. Após extenso estudo de funcionalidade, disponibilidade e equipamentos que resultou no registro de diversos problemas que impediam os servidores de se manterem estáveis, a gestão de TI constatou que atualizar e padronizar o parque tecnológico era fundamental. Além de muito heterogêneo em marcas e máquinas, o desempenho e a confiabilidade do parque deixavam a desejar, e a disposição de dados era demasiadamente descentralizada, o que acarretava em excessiva redundância de operações e obrigava a equipe a monitorar os servidores durante pelo menos 90% do tempo de trabalho.


Era julho de 2006 quando o Grupo contratou a Cimcorp. Juntos, elaboraram um projeto que visava à estabilidade do sistema e à padronização dos equipamentos a fim de centralizar as informações e otimizar o armazenamento de dados, melhorando o atendimento ao público. Inicialmente, foi instalado um rack de 12 servidores Dell, que centralizou o provedor de acesso e uma parte do provedor de conteúdo do jornal. Em seguida, foi colocado um equipamento de storage EMC com 15 discos, no qual foram agrupados todos os dados de forma centralizada. O grande desafio era fazer uma migração ‘on the fly’ para a nova plataforma. Como o sistema atendia a clientes externos, a interrupção do funcionamento poderia gerar prejuízo. No entanto, todo o procedimento foi concluído com sucesso.


“Hoje confiamos nos servidores. Criamos uma estrutura redundante que atende perfeitamente ao sistema sem que haja o risco da perda de dados. Podemos pensar mais no futuro sem nos preocupar em fazer esforços o dia todo para que o sistema não nos deixe na mão”, conta Marcelo Barreiro, gerente de TI do Grupo A Tarde. “Além disso, a equipe melhorou muito em produtividade. Antes, o tempo dedicado à manutenção era de 90%. Hoje, o pessoal dedica somente 10% a 15% do tempo a este trabalho e consegue manter o foco no desenvolvimento de sistemas”, conclui.


Foram investidos cerca de R$ 600 mil no projeto com a Cimcorp. Com o sucesso, o Grupo A Tarde pretende ampliá-lo em 2008, estendendo-o à rede corporativa, que atende ao público interno e todos os processos de gestão administrativa da empresa.