HP avalia consumo de notebooks e desktops

0
2



A HP Brasil divulga os resultados de uma pesquisa sobre consumo de notebooks e desktops. O estudo, coordenado pela Direkt, foi realizado no último semestre de 2007.


O primeiro dado percebido na pesquisa foi o perfil sócio-econômico do comprador de computadores. O notebook tem uma predominância de usuários de classe A, enquanto desktop é a opção das classes B e C. Outro fator relevante para a aquisição do PC é o custo benefício.


Essa mesma pesquisa foi realizada, também com coordenação da Direkt, com foco apenas em desktops, no ano de 2006. Comparando os resultados, nota-se que cada vez mais, pessoas com grau de instrução menor estão adquirindo PCs, o que mostra o quanto a tecnologia tem se tornado acessível.


“Incentivos do governo, queda do dólar e facilidades de pagamento têm tornado o computador um produto cada vez mais democrático”, afirma Valéria Molina, diretora do Grupo de Sistemas Pessoais para Consumo da HP Brasil.


O principal uso do produto, de acordo com a pesquisa, é trabalho (para notebook) e acesso à internet (para desktops). Além disso, o produto de informática que a maioria dos entrevistados possui, além do PC é a impressora (cerca de 40%).


De acordo com o estudo, a marca HP é relacionada fortemente à qualidade, segurança e confiabilidade. Os consumidores também declararam espontaneamente o design dos produtos como diferencial, além da possibilidade de expansão, sem a perda da garantia.