Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Lojas físicas ainda mantêm relevância

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Tiago Cardoso

Estudo da Criteo revela o desenvolvimento do omnichannel e oportunidades para o futuro do comércio

Cerca de metade dos consumidores em nível global (48%) afirmaram, que apreciaram, em 2021, visitas às lojas físicas para ver o que havia de novo, em comparação aos 44% em 2019. O que indica ser o presencial ainda uma fonte sólida e segura para entender as tendências fashion. O dado faz parte do relatório Shopper Story 2022, realizado pela Criteo,  empresa de tecnologia que fornece a plataforma de commerce media. A empresa analisou o cenário do comércio mundial nos últimos três anos, comparou a evolução do comportamento e das preferências dos consumidores e ainda identificou quatro tendências emergentes para este ano. 

Embora o e-commerce tenha brilhado e crescido bastante em 2021, a pesquisa da Criteo mostrou a importância e a resiliência do omnichannel. À medida que os países de todo o mundo relaxavam as restrições da Covid-19, as compras em lojas físicas aumentaram 20% no ano passado. Além disso, os consumidores disseram que continuam apreciando a experiência de compra na loja física: quatro em cada dez afirmam que “localização conveniente” e “necessidade imediata de um produto” estão entre os principais motivos pelos quais compram nesses lugares. 

“Vimos o e-commerce atingir níveis de crescimento sem precedentes nos últimos anos, mas as lojas físicas ainda desempenham um papel vital na jornada do comprador. O omnichannel é uma parte essencial do mix de marketing moderno, pois a combinação de online e offline aprimora a experiência do comprador. Nossa pesquisa também indica que os clientes dependem menos das lojas para atendimento imediato hoje do que durante o período pré-pandemia”, analisou Tiago Cardoso, diretor geral da Criteo para a América Latina. 

O caminho híbrido 
A sondagem da Criteo também demonstrou que os consumidores estão comprando cada vez mais itens de novas formas depois de terem experimentado e tido interações positivas com marcas e varejistas on-line. Especificamente, a adoção do “compre online, retire na loja” (BOPIS – buy online, pickup in-store) e do “pesquise online, compre offline” (ROPO – research online, purchase offline) cresceu desde 2019. Segundo Cardoso, “isso mostra que um número crescente de compradores está confortável com um caminho híbrido de compras, que inclui tanto os benefícios do comércio eletrônico, como a capacidade de comparar rapidamente preços e produtos, bem como as vantagens das experiências off-line, como preços mais baixos na loja ou promoções especiais”. 

Lojas físicas e showrooming ainda essenciais 
Quase seis em cada dez consumidores esperam comprar nas lojas fisicas quando têm tempo e quatro em cada dez não gostam de comprar a menos que possam ver e tocar os itens em uma loja. Apesar das mudanças na experiência de compra nas lojas, devido à Covid-19, 72% dos entrevistados disseram que ainda procuram produtos nesses ambientes e compram on-line depois, prática que é conhecida como showrooming. 

A pesquisa da Criteo teve a participação de mais de 17 mil entrevistados de todo o mundo e utilizou commerce data de seus 22 mil clientes anunciantes para descobrir as principais tendências.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima