Lojas virtuais se preparam para Dia dos Pais

0
2



O período de vendas do varejo eletrônico para o Dia dos Pais, que vai de 30 de julho a 11 de agosto, deve superar o faturamento do ano anterior e apresentar crescimento de 40% contabilizando aproximadamente R$ 300 milhões frente aos R$ 215 milhões em 2006. No ranking dos produtos mais vendidos, os produtos eletroeletrônicos como televisores, MP3 players, aparelhos de som e dvd e câmeras digitais além da categoria de Informática devem manter o destaque conquistado nas últimas duas datas comemorativas do ano. Os Livros, Revistas e Jornais também devem continuar na liderança da lista de produtos mais vendidos.

 

Um dos principais motivos apontados pelo diretor-geral da e-bit, Pedro Guasti, para essa expectativa de crescimento no período, é o aumento da freqüência de compras por parte de usuários ‘mais experientes’ aliados aos novos e-consumidores que descobrem na internet um jeito rápido, fácil e seguro para fazer suas compras. “Na medida em que os e-consumidores ‘mais experientes’ adquirem mais segurança no canal, a tendência é que realizem uma maior quantidade de pedidos em um menor espaço de tempo, além de que, ao terem uma boa experiência de compra a probabilidade de que divulguem a internet a parentes e amigos aumenta consideravelmente”.

 

Além disso, outro fator que pode também ser apontado para uma expectativa de crescimento no comércio eletrônico brasileiro no período é o aumento da massa salarial, que estimula o consumo das famílias brasileiras. “Com o incremento da massa salarial e políticas de pagamentos facilitados pelas lojas virtuais, o consumidor está mais disposto a gastar”, diz Pedro.

 

Em relação ao valor médio que os filhos devem gastar na hora de presentear seus pais, deve ficar por volta de R$ 300, aumento de aproximadamente 4% em relação a 2006. No ano passado os filhos gastaram, em média, R$ 293.