Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Mabe compra BSH Continental

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



A Mabe, multinacional latino-americana de linha branca, concluiu a transação para adquirir por aproximadamente R$ 70 milhões o controle da BSH Continental Eletrodomésticos, filial brasileira da alemã BSH Bosch und Siemens Hausgeräte GmbH, proprietária das marcas Bosch e Continental. Esta compra tem como objetivo permitir à Mabe consolidar a liderança na América Latina, onde o Brasil é o mercado que mais cresce. “Com o negócio, a Mabe demonstra que é uma empresa que chegou ao Brasil para ficar”, garante Patricio Mendizabal, presidente da Mabe no Mercosul.

 

Mendizábal ressalta que os grandes beneficiados após a operação serão os clientes. “A Mabe tem um portfólio de marcas e produtos mais sólido do mercado para todo tipo de necessidades. Estamos unindo em uma mesma empresa a tecnologia européia à tecnologia americana e latino-americana. O cliente ganha com um grupo mais forte e diversificado”, afirma. A aquisição da BSH Continental permitirá que a Mabe se fortaleça em dois nichos de mercado diferentes (Premium e popular), além de consolidar a distribuição das próprias marcas no Brasil – General Electric, Mabe e Dako.

 

Com apenas seis anos da operação no Brasil, a Mabe torna-se o segundo maior player do mercado brasileiro, com uma participação estimada de 25%, um faturamento de R$ 1,8 bilhão (excluindo impostos e exportações) e vendas de 4,2 milhões de unidades. Com a incorporação, além de conseguir uma maior participação no mercado, a Mabe diversificará os segmentos e produtos no Brasil. A Mabe também aumenta os pontos de venda em 30% e passa a contar com mais duas fábricas em Hortolândia (SP) e um novo centro de distribuição.

 

Para Luis Berrondo, presidente do conselho de administração e diretor geral da Mabe, o Brasil é um mercado-chave. “Tínhamos que apostar no nosso crescimento no país. Esta aquisição demonstra como em épocas de crise é preciso aproveitar as oportunidades: a Mabe se converte na companhia mais importante da linha branca da região”, completa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima