Marcas próprias devem crescer 20% em 2008

0
1



A venda de produtos de marca própria cresceu 27,3%, em 2007, e superou a expansão do setor supermercadista brasileiro. É o que aponta um estudo da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), realizado em parceria com a Nielsen, junto a 149 empresas, que representam 41,66% do setor. A pesquisa revela que o setor de marcas próprias e terceirização consolida-se cada vez mais no país, com o aumento da participação de 7% no ano passado, em comparação com 2006, quando o índice foi de 5,5%.


A presidente da Abmapro – Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização, Neide Montesano, diz que a expansão superou as expectativas da entidade e os bons resultados se devem à qualidade dos produtos e à seriedade das empresas do setor. “Nossa expectativa é que a participação no faturamento dos supermercados aumente, no mínimo, 20% em 2008. Além de estar preparado para o crescimento, o setor tem privilegiado a sustentabilidade das marcas”, completa.


A Abmapro, com pouco mais de um ano de fundação, já reúne 37 associados, entre eles, Carrefour e Makro. As empresas sócias da entidade – varejistas e industriais dos segmentos supermercadista, atacadista e de distribuição, farmacêutico, alimentício, químico, de higiene pessoal, além de prestadoras de serviços -, juntas, faturam mais de R$ 22 bilhões por ano e são responsáveis por mais de 60 mil empregos diretos.