MicroStrategy comemora números de 2008

0
1



Em 2008, a MicroStrategy Brasil cresceu no país mais que a média esperada para empresas de business intelligence (BI) e conquistou novos clientes. Flavio Bolieiro, vice presidente para América Latina da companhia, aponta como principal razão para o bom desempenho a recente consolidação do mercado de BI. “Com a aquisição dos principais concorrentes por grandes companhias de software como IBM e SAP, a empresa se firmou como fornecedor independente de software BI de arquitetura aberta. O que foi muito positivo para nós,em termos de negócios”, diz Bolieiro.

 

No Brasil, a empresa conquistou cerca de 20 novos clientes, muitos situados na situação descrita acima. Caso por exemplo da Contax, que migrou de Business Objects para MicroStrategy. “Na Argentina, uma importante empresa da área de cimento, que é usuária SAP, optou por MicroStrategy na hora de escolher o BI”, enfatiza Bolieiro. Entre os novos negócios estão também os projetos com as empresas Editora Abril, Energisa e Magnetti Marellli. Como consequência, a MicroStrategy Brasil cresceu mais que a média de mercado. Enquanto institutos de pesquisa como Gartner e IDC previam crescimento de 8% a 10%, a companhia apresentou percentual de crescimento superior.

 

Na área de consultoria e treinamento, que responde por parcela importante do faturamento da subsidiária, 2008 foi um ano marcante. Do segundo trimestre de 2007 até o mesmo período de 2008, a unidade cresceu cerca de 250% em receita e contratou 20 novos consultores. Fato creditado ao novo direcionamento estratégico e expansão da atuação.

 

Para Bolieiro, as expectativas em relação a 2009 são bastante promissoras. “Em momentos de crise as empresas tendem a investir mais em softwares de apoio à decisão como o nosso, por isso, continuamos positivos em relação a 2009. Acredito que será um ano de oportunidades. A nosso ver, o primeiro trimestre sim deve ser mais conturbado, mas logo o mercado deve aquecer” , finaliza.