Mobilidade ameaça segurança

0
0

De acordo com pesquisa encomendada pela LANDesk Software, fornecedora de software integrado para gerenciamento de desktops, dispositivos e segurança, companhias de todo o mundo não estão conseguindo vencer a ameaça crescente provocada pelos dispositivos móveis que são usados fora da rede da empresa e que, conseqüentemente, estão permitindo falhas contínuas de segurança. Esta foi a descoberta da pesquisa global, realizada no último mês de novembro, pela Dynamic Markets com 500 gerentes de Tecnologia da Informação dos EUA e da Europa sobre as atitudes tomadas para proteger de forma pró-ativa as redes empresariais contra grandes ameaças como código maligno, adware ou spyware.

“Esses problemas são geralmente resultados da falta de políticas que evitem o acesso de laptops e outros dispositivos à rede sem antes executar verificações de segurança adequadas”, alerta Ivan Escobar, diretor para América Latina da LANDesk. Por causa destas medidas de segurança inadequadas, mais de 65% dos gerentes de TI entrevistados continuam tendo problemas de falha na segurança e procurando outros métodos de proteção para as organizações, além do simples software de anti-vírus. Cerca de 60% dos entrevistados disseram que as empresas não possuem uma forma de examinar os dispositivos que tentam se conectar às redes e isolar qualquer sistema que não esteja de acordo com as exigências de segurança das empresas.

Os resultados da pesquisa também revelaram que muitos gerentes de TI estão apostando na sorte com relação à segurança da rede, apesar de mais de 85% dos entrevistados afirmarem que as empresas possuem funcionários em mobilidade ou em campo. Aproximadamente metade dos entrevistados (46%) admitiram que a única forma de reforçar o sistema de segurança em laptops e dispositivos móveis é quando estão fisicamente no ambiente da empresa. “Isso significa que, enquanto estiverem operando ou sendo conectados remotamente, estes dispositivos representam um risco significativo aos negócios”, ressalta Escobar. Além disso, 23% dos entrevistados disseram que precisam contar com os próprios usuários para a instalação de correções do sistema de segurança.

O gerenciamento de funcionários remotos ou em mobilidade também é um problema para os gerentes de TI, pois 22% dos entrevistados disseram que existem computadores ou laptops que operam fora da rede da empresa que não podem ser gerenciados usando a rede privada virtual (VPN).