Motorola aposta no Projeto Guri

0
1


O Projeto Guri, um dos mais importantes projetos de inserção social por meio da música, continua com o apoio da Motorola em 2006. No ano passado, com a parceria da empresa, dois novos pólos entraram em funcionamento: um em Jaguariúna, interior de São Paulo, e outro no bairro do Rio Pequeno, na favela San Remo, localizada na capital.

As unidades beneficiaram cerca de 260 crianças e jovens carentes, que conheceram e interagiram com o mundo da música. Em Jaguariúna, os participantes tiveram aulas de canto coral, clarinete, contrabaixo acústico, flauta transversal, percussão, saxofone, viola erudita, violino, violoncelo, trombone e trompete. O grupo realizou cinco apresentações, e o destaque foi a participação no aniversário de dez anos do Projeto Guri, realizado em novembro, em São Paulo.

Já no pólo do Rio Pequeno, os alunos tiveram a oportunidade de aprender leitura musical, conhecimentos técnicos de instrumentos, repertório e prática de conjunto musical em ensaios e apresentações. Os resultados apontaram desenvolvimento das crianças e adolescentes com relação a memória, coordenação motora, concentração e ritmo.

Para 2006, a expectativa é manter o número de participantes e também dos cursos, com a colaboração de parceiros. “De acordo com a estratégia da Motorola de apoiar projetos que unam cultura e responsabilidade social, temos como meta continuar com o incentivo ao Projeto Guri e, dessa forma, proporcionar novas oportunidades para o desenvolvimento de crianças e adolescentes”, afirma Luciana Vedovato, gerente de comunicações e assuntos corporativos da Motorola.

Criado pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo há quase dez anos, o Projeto Guri já propiciou a inserção no mundo musical a mais de 60 mil crianças e adolescentes, que se tornaram aptos a participar de pequenas orquestras e corais. Hoje o programa está sob a gestão administrativa da Organização Social de Cultura – Associação Amigos do Projeto Guri.