Natal farto para o e-commerce

0
5
Ainda que falte um mês para o Natal, a procura por presentes para a data já começou e a estimativa do mercado para o comércio eletrônico está acima da esperada pelo varejo tradicional (off-line). De acordo com a E-bit, as compras de bens de consumo pela internet em sites brasileiros devem atingir faturamento de R$ 5,2 bilhões este ano, o que representa um crescimento nominal de 22%, se comparado ao mesmo período de 2013, quando o faturamento chegou a R$ 4,3 bilhões.
A previsão é de que, no período entre os dias 15 de novembro e 24 de dezembro, sejam feitos aproximadamente 14,5 milhões de pedidos com tíquete médio próximo de R$ 360. “Apesar do momento de baixa confiança na economia, o e-commerce sempre cresce mais que outros setores, pois oferece maior facilidade de comparação de preços, mais informações e vantagens comerciais aos consumidores”, comenta Pedro Guasti, diretor executivo da E-bit.
Essas conveniências atraem cada vez mais os e-consumidores, que para o Natal deverão chegar a nove milhões de pessoas. Novamente, haverá uma antecipação das vendas para a data na Black Friday, marcada para amanhã, 28 de novembro. “Muitos consumidores aproveitarão as ofertas para já fazer suas compras de Natal e os próprios lojistas esperam por isso e estão se preparando para poder atender a essa demanda”, lembra Guasti. 
A expectativa segue a tendência prevista pela própria empresa para 2014 de um crescimento de 21% em relação ao registrado no setor no ano de 2013. Entre os produtos mais procurados, estão: condicionadores de ar e refrigeradores; bebidas; brinquedos e games; CDs e DVDs; celulares e smartphones; livros; notebooks; perfumes; roupas e acessórios; tablets; tênis e calçados; TVs.