Novos players no mercado de cartões

0
1



Os cartões conhecidos como private label, ou ‘de loja’, respondem por 29% do total de cartões existentes no País. Dos 360 milhões de plásticos, 106 milhões correspondem a essa modalidade. Considerando-se o total de transações realizadas em 2006 por meio de cartões, a participação desses foi de 16%. Porém, embora o setor seja conhecido pela existência de grandes bandeiras, há espaço para outros players, menores. Essas empresas têm conquistado espaço em nichos, num movimento de aumento da concorrência.


É o caso da rede de supermercados ABC, de Divinópolis (MG), que, lançou, recentemente, o Cartão Garantido. “Verificamos que havia demanda reprimida por crédito nas classes C, D e E. As pessoas dessa faixa de renda costumam realizar suas compras à vista”, explica Thiago Martins, diretor da rede. Para essa parcela da clientela, muitas vezes sem acesso até mesmo a um comprovante de renda que facilite o acompanhamento do risco, o uso dos meios eletrônicos de pagamento surgiu como uma bem vinda novidade. “Há até catadores de papelão entre os novos usuários. Até o lançamento do cartão, esses clientes realizavam uma compra por mês nos supermercados, quando possuíam dinheiro para pagar à vista. Depois, recorriam às compras com pagamento fiado nos pequenos estabelecimentos das periferias e da zona rural”, explica. Desde o lançamento, o grupo já distribuiu 70 mil plásticos, com um total de 30 mil usuários ativos.


Além dos Supermercados ABC, o cartão é aceito em estabelecimentos não ligados ao grupo, como postos de gasolina, lojas de roupas e farmácias, totalizando uma rede credenciada de 200 estabelecimentos, em nove municípios do interior de Minas Gerais, como Araxá, Campo Belo, Nova Serrana, Pará de Minas e Formiga.