O canal para quem respira cliente.

São Paulo, Brasil - 29 de janeiro de 2022, 00:53

O consumidor está pronto, mas…

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
O crescimento da mobilidade no Brasil já alcançou números expressivos. Hoje, por exemplo, há mais linhas de celular do que habitantes. Entretanto, as estatísticas mostram uma ambivalência que ainda é um entrave ao cenário nacional: avanços tecnológicos X queda nos serviços. “Empresas que não se prepararam para responder aos seus clientes de forma correta, precisa, e imediata são as que mais sofrem nesta era da mobilidade, a transformando em um grande problema de credibilidade cliente x marca”, explica Edison Maluf, managing diretor da YDigital no Brasil. 
As companhias que se cuidem. A mudança comportamental do consumidor está exigindo um relacionamento muito mais digital. “Com a era da mobilidade houve um incremento na rapidez do acesso a informações e serviços muito grande. Isto traz outro fato à mesa, que são as empresas e marcas que já têm definidas suas estratégias de mobilidade primeiro, as que estão saindo na frente”, evidencia Maluf. “Culmina na necessidade de fornecer além de informações, entrega de conteúdo, também serviços. Estes que primam por facilitar a vida dos clientes de quaisquer empresas, explorando tudo, e todas as particularidades que mobile oferece”, completa.
E como o Brasil está preparado à mobilidade? “Hoje o crescimento da mobilidade no Brasil alcança números expressivos. Com a recente inclusão da Base de Celulares pré-pagos à Internet Móvel pelas operadoras, foi o estopim que gerou um crescimento de acesso absurdo, e que esta longe de diminuir”, comenta Maluf. Porém, apesar do crescimento linear, o País não esta preparado para este boom de mobilidade, afirma o executivo. “O consumidor sim, está pronto, e sedento por melhores serviços, mas nos deparamos com problemas de entregas das operadoras, e atribuo a questão de tecnologia, e regulação de setor como principais entraves para este crescimento”, pontua. 
Ainda de acordo Maluf, o avanço deve se dar na área de tecnologia, oferecendo serviços de conexão e voz com melhores qualidades, com alto investimento em rede de fibras e antenas. “Novamente afirmo, o consumidor esta pronto e preparado para esta nova era”, conclui. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima