O canal para quem respira cliente.

O mundo dos aparelhos eletrônicos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



O brasileiro se mostrou fã de carterinha dos aparelhos eletrônicos no estudo da GfK, empresa de pesquisa de mercado, que entrevistou 1.000 pessoas com mais de 18 anos das cinco regiões. Segundo a pesquisa, a porcentagem de pessoas que possuem eletrônicos é maior entre os homens do que entre as mulheres. A idade e a classe social também são variáveis de influência. Quanto mais jovem e mais alta a classe social, maior o número de possuidores de eletrônicos.

 

Dos aparelhos eletrônicos que os brasileiros já possuem, os três primeiros colocados são celular (79%), DVD Player (72%) e computador (53%). Em seguida vem com 44% a câmera digital e com 38% o MP3/ MP4. Já no caso da TV de tela fina, esta porcentagem é de 19% e home theater 16%. Já quando perguntado quais produtos pretendem comprar nos próximos seis meses, os mais citados foram: computador (16%), TV de tela fina (16%) e Câmara Digital (15%) e as menores menções foram: TV Digital Portátil, MP3/MP4 e DVD Player (todos com 3% cada).

 

Para a aquisição de produtos eletrônicos, 69% preferem comprá-los em grandes lojas especializadas, 15% em hipermercados ou supermercados, 14% em pequenas lojas especializadas e 10% pela Internet. Quanto à forma de pagamento, 59% parcelariam a compra e 41% pagariam à vista. Entre os que preferem a opção de parcelamento, as mulheres são maioria com 66% contra 51% dos homens. Observando-se por classe social, na classe AB, 53% preferem o pagamento parcelado, enquanto que na classe CD, esta porcentagem é de 63%. Com relação à idade, os mais velhos tendem a preferir o pagamento parcelado, enquanto que os mais jovens tendem a preferir o pagamento à vista.

 

A estima pelos aparelhos eletrônicos também foi medida na pesquisa. Quando perguntados sobre qual produto eletrônico é o maior “companheiro”, cuja perda ou dano seria muito sentida caso não houvesse reposição, os resultados foram: TV (44%), celular (25%), computador (20%) e rádio (10%). Aqui também o sexo, a idade e a classe social influenciam na preferência. O celular é visto como “maior companheiro” pelos mais jovens e também entre os homens (28% contra 21% entre as mulheres). O computador é mais estimado pelos mais jovens, homens e classe AB. Já TV, tem maior estima entre as mulheres (50% contra 37% entre os homens), na classe CD (49% contra 38% da classe AB) e à medida que a i dade vai aumentando. O rádio também ganha preferência à medida que a idade aumenta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima