Ônibus viram agências bancárias

0
1


Os moradores de Presidente Prudente podem pagar as contas de concessionárias (água, luz e telefone), boletos bancários e recarregar o celular dentro do ônibus. Numa ação inovadora, o Santander Banespa, entidade integrada ao Grupo Santander, instalará seu correspondente, o PagPerto, em 110 veículos que cobrem toda cidade. Hoje, já estão funcionando em 22 ônibus.

O sistema do correspondente é independente do de arrecadação de passagens. Assim, enquanto uma pessoa utiliza o PagPerto, a outra passa pela catraca. “Esses fatores fazem parte de uma boa estruturação dos processos e da logística que desenvolvemos, o que nos permite ter controle total das operações”, afirma Luís Ricardo Torniero, superintendente de Correspondentes Bancários do Santander Banespa.

Toda transação é orientada pelo cobrador, que receberá treinamento para operar as máquinas e atender os clientes que utilizarem o serviço. O Banco pretende alcançar 100 mil transações por mês entre pagamentos e recargas. O valor das contas é limitado a R$ 200,00 por pessoa e o pagamento só pode ser feito em dinheiro.

Luís Ricardo conta que a idéia surgiu após contatos com uma empresa local, a Innovare, que tem um sistema de rastreamento de ônibus, e fizera uma pesquisa com a população da cidade. As informações indicaram que, dos quase 50 mil usuários do transporte coletivo da cidade, 66% desejavam pagar contas e 52% recarregar o celular no ônibus. “O passageiro fica cerca de 40 minutos por dia dentro do ônibus. Com esse serviço, ele usa um tempo ocioso para se beneficiar da comodidade oferecida pelo PagPerto”, diz o executivo do Santander Banespa.