Personal trainer vira solução para empresa e seu executivo

0
2

Autor: Roberto Rinaldi

As empresas enfrentam hoje grandes desafios para serem bem sucedidas na chamada nova economia, ou economia da incerteza. O cliente quer cada vez mais por menos, as mudanças não param de acelerar e o futuro é imprevisível. Os negócios reagem com fusões, aquisições, alianças e uma infinidade de iniciativas tecnológicas e de gestão, como: CRM, 6 Sigma, ABC, Balanced Scorecard, Gestão do Conhecimento, Gestão por Processos, etc. São tantas as ofertas e as promessas de seus efeitos que fica difícil para o executivo, já sobrecarregado com as demandas por resultados, dedicar-se a avaliar o quê, como e quando convém. Uma perda, pois muitas vezes o entendimento e aplicação criteriosa dos seus conceitos e metodologias podem representar grandes benefícios para a operação.

O que se busca é alavancar o desempenho do negócio, de forma que todos elementos na organização contribuam para maximizar resultados. O que funcionava antes serve como experiência, mas dificilmente pode garantir o sucesso do amanhã. Não é a toa que os executivos atuais estão entre os profissionais mais estressados: tem que ser líderes para sua equipe, empreendedores do negócio, gestores dos recursos, embaixadores da empresa, e tudo isso sem descuidar do seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Para lidar com esse desafio, uma proposta moderna tem sido o serviço de consultoria que acionado por um diretor ou pelo próprio presidente da empresa interessado em resolver um problema de desempenho ou em atender a uma demanda por crescimento estruturado.

Pode ser uma área de serviço ao cliente que precisa revisar seu modelo de atuação para representar real vantagem competitiva para o negócio , ou para sanar um problema de eficiência operacional. Pode ser o caso de uma área administrativo-financeira necessitando melhorar seus controles e foco no negócio da empresa. Pode ser ainda o desejo de mudar o modelo organizacional tradicional e hierárquico de uma empresa para um mais horizontal, baseado em compromissos integrados, após um movimento de re-estruturação ou fusão.

Em sua atuação, o consultor faz o levantamento preliminar da situação organizacional ou do posicionamento estratégico e obtém compromisso da liderança com a necessidade de mudança para gerarem mais valor ao negócio. Através de forte interação com a equipe e da análise criteriosa da operação, é elaborado um caminho para adequação da estrutura organizacional e a gestão integrada com a estratégia, apoiados numa arquitetura coerente de processos. Essa etapa é tratada como projeto para desenvolvimento da solução organizacional. Com ela o executivo responsável tem elementos para decidir as prioridades e meios para sua implantação. A consultoria a partir daqui participará na medida em que for necessária para assegurar a integridade da solução desenvolvida e a condição para buscar os objetivos estabelecidos.

Para a implantação, são disparadas iniciativas de melhoria e montadas equipes multifuncionais lideradas pelos donos dos processos prioritários. Estas, sob coordenação do patrocinador do projeto, são treinadas para desenhar e colocar os processos em execução. Enfatiza-se que a liderança do projeto, as priorizações e a implantação da solução devem ser da empresa. Da consultoria vem conhecimento, experiência, metodologia e mentoria, colocados a serviço do líder patrocinador.

Essa abordagem traz o benefício de promover as mudanças como fruto do alinhamento com o posicionamento estratégico e da participação consciente e competente das pessoas na implementação. Esse relacionamento construtivo pode extrapolar o âmbito do projeto e abrir-se para um aconselhamento no desenvolvimento pessoal e profissional.

Parece que essa idéia tem muito para dar certo, principalmente no ambiente das médias empresas em expansão. Seria como trazer os recursos de uma academia empresarial até os profissionais líderes e exercitá-los nas melhores práticas fundamentais para o negócio. Ganha a empresa e ganham os profissionais, que ficam melhor condicionados para o alto desempenho.

Roberto Rinaldi é sócio-diretor da ProBusiness.