Perspectivas positivas de investimentos em TI

0
7


O Instituto Sem Fronteiras (ISF) finalizou uma série de estudos junto aos CIOs e principais executivos da área de TI, indicando quais serão as tendências de investimentos para 2007. Foram entrevistadas 940 empresas de diversos segmentos. A primeira constatação é que as perspectivas de investimentos em TI este ano são positivas. O orçamento de TI crescerá dois dígitos pelo terceiro ano consecutivo.

Apesar do crescimento, as empresas estão procurando adquirir produtos e soluções fáceis de serem implementadas e que apresentem um retorno em curto prazo. O ISF estima que o mercado corporativo irá investir com terceiros cerca de R$ 44 bilhões este ano. O segmento de serviços será o que aponta o maior crescimento dos investimentos em TI em 2007. E o grande desafio para este ano, segundo os CIOs entrevistados, é ter que treinar os profissionais da área de TI e também os usuários.

O SOA (Service Oriented Architecture) será um dos assuntos com maior interesse pelas empresas. Apenas 11% dos entrevistados disseram que não pretendem adotar o conceito, mas 50% ainda estão avaliando a adoção. E, novamente a Governança de TI é grande prioridade para este ano. Apenas 13% dos entrevistados disseram que estão experimentando níveis avançados de utilização do conceito. O grande interesse por Governança não é uma imposição da alta direção e sim uma metodologia para melhorar os serviços prestados pela área de TI.

O ano de 2007 promete ser novamente bom para os fornecedores de infra-estrutura de hardware e software e também para automação comercial e bancária. Há um aumento do interesse no conceito de “software as services” (softwares como serviços) e também em gerenciamento e uso inteligente das informações.

Além disto, o segmento de comércio demonstra um interesse na consolidação ampla da área de TI, o financeiro aponta investimentos em Governança, wireless, VoIP e SOA. Já no governo, devido à eleição, muitos CIOs foram trocados. De qualquer forma, os investimentos em infra-estrutura, VoIP, Governança e consolidação mostram ser as melhores oportunidades para os fornecedores.