Pesquisa ADVB-IRES traz dados surpreendentes

0
15

O Instituto ADVB de Responsabilidade Social (IRES), acaba de divulgar os resultados da 5ª Pesquisa Nacional sobre Responsabilidade Social nas Empresas. O estudo abrange as cinco regiões do País – Sul, Sudeste, Centro Oeste, Norte e Nordeste. Cerca de 50% das 2.517 companhias que responderam o questionário são de médio porte, 41% são grandes e 9% pequenas. As empresas públicas municipal, estadual e federal representaram 9% do universo pesquisado, sendo que 6% são médias e 3% grandes. Responsabilidade social é um tema que vem ganhando cada vez mais adeptos. Por exemplo, 89% das empresas disseram que desenvolvem projetos de ações sociais voltadas à comunidade e 64% incentivam a participação voluntária de seus funcionários nestes programas.

José Zetune, presidente da ADVB e do IRES, disse que está satisfeito com os resultados, pois “mostra o quanto o empresariado brasileiro aposta cada vez mais nas gestões positivas na área de responsabilidade social”. Ele disse ainda que tal panorama vai ao encontro da filosofia da ADVB e do IRES. “As entidades que acreditam que só com investimentos no desenvolvimento sustentável, na cooperação, na ética e na cidadania, o País vivenciará o verdadeiro crescimento de forma consciente e ascendente”, disse. Educação, meio-ambiente, cultura, saúde e qualificação, são respectivamente as cinco áreas com o maior volume de atividades desenvolvidas, revela a pesquisa. Já as três principais categorias beneficiadas pelos programas socialmente responsáveis são: comunidade em geral, criança e jovem.

Outro dado interessante que merece atenção é que 63% das empresas disseram que pretendem implementar novos projetos sociais ainda este ano. Elas também aumentarão os recursos destinados ao tema em 30%, em relação ao atual. A título de comparação, em 2003 o aumento dos investimentos não passaram de 15%. O governo deve ficar alerta, pois 86% disseram ser favoráveis à criação de leis de incentivos fiscais, no sentido de beneficiar quem investe em projetos sociais. “Esta pesquisa revela cada vez mais a conscientização das organizações pelas práticas sociais, com uma visão estratégica, buscando resultados concretos que levam à inclusão social. Também, as atitudes éticas e o olhar para a melhoria do sistema de gestão com a participação dos seus colaboradores, definem já o seu grau superior de abordagem das empresas como cidadãs”, conclui Lívio Giosa, vice-presidente da ADVB; diretor do IRES e da Fundação Brasileira de Marketing (FBM).