RH: Crescimento profissional

0
10


Face à realidade comprovada junto às empresas de sucesso que o crescimento pessoal e profissional dos colaboradores está intimamente relacionado com a “excelência da empresa”, passou-se a discutir, amplamente, quais os reais parâmetros que servem alicerce para esta “gestão produtiva”- empresa e colaboradores. Surgiu, então, o imperativo da criação de RH para aprofundamento e ações estratégicas neste objetivos.

Para o autor Lance H.K.Saetan, “a competência da empresa se baseia na busca constante e contínua de novos conhecimentos por seus gestores e colaboradores. Para se galgar o sucesso, satisfação e remuneração só existe um caminho – “o podiun”. Este é construído passo a passo, dia após dia, marcado com muito planejamento, plano de ação, criatividade, trabalho em equipe, comprometimento de todos, dedicação e perseverança. Para o jogador de basquete, à título de exemplificação, Oscar Schmidt, “a dedicação total, treinamento acima do aconselhado, sempre com muita garra e confiança em si mesmo foram os parâmetros maiores do meu sucesso pessoal e profissional”. E concluimos: êste, certamente, foram seus os diferenciais, de sucesso, fugindo do trivial, ou seja, do feijão com arroz.

Mercê recentes pesquisas realizadas por grandes empresas de sucesso, a relação de crescimento pessoal, profissional e empresarial passam por algumas vertentes bem definidas, as quais foram amplamente estudadas e aprofundadas pela autora – Laurinda Grion, no seu livro – Ponha Cor em sua Vida.

Ressaltemos, portanto, a verdadeira equação desse processo vitorioso. A exemplo da empresa na modernidade, o colaborador há de aprender a competir, ser diferente dos demais em sua área profissional; o caminho do crescimento profissional passa pela capacidade de adequação, inovação à modernidade, ou seja, às mudanças impostas pelo mundo globalizado por meio do aprimoramento nas várias áreas do conhecimento humano, socializadas com a presença da Internet no mundo atual, surgindo uma exacerbada competição entre as pessoas e empresas na modernidade.

Além dos focos relacionados, evocamos outros não menos importantes. O grande diferencial da empresa competitiva é o elemento humano que atua com disposição para fazer sempre o melhor, a cada dia, as suas atividades profissionais. Para a autora Laurinda Grion, “para imaginar e criar o futuro é preciso avaliar adequadamente o passado, desenvolver previsões, identificar estratégias bem integradas necessárias para liderança de mercado. São essas atitudes que permitem estabelecer metas flexíveis que favorecem a chegada à frente dos concorrentes”.

Muitas empresas equivocam-se por não saberem tolerar os “pontos fracos” dos colaboradores e esquecem-se da máxima “tirar dos erros cometidos lições de vida e crescer com os acertos”. A empresa deve manter-se sempre alerta com esta realidade, definindo ferramentas de trabalho, que reduzam tais riscos tanto para a empresa quanto para os colaboradores. Um dos focos centrais da “empresa excelente” é a sua criatividade. A grande realidade é que os mais criativos sempre chegam à frente e sabem melhor aproveitar as oportunidades de sucesso oferecidas no dia-a-dia para ambos: empresa e colaboradores. Os verdadeiros profissionais não podem parar ou estacionar no tempo. Necessitam, sim, ajustar-se diante das mudanças do mundo moderno. A empresa espera que o profissional não se apresente de maneira conservadora, mas seja capaz de criar uma rotina produtiva, identificar problemas, soluções e superar os hábitos que impedem o sucesso profissional e empresarial.

Em resumo, a correlação de sucesso profissional e empresarial estão intimamente interligados numa permanente interação – empresa e colaboradores.

João Gonçalves Filho (Bosco) é administrador de consórcio. ([email protected])