O canal para quem respira cliente.

RH descentralizado

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

O modelo de auto-atendimento na área de Recursos Humanos vem sendo cultivado pela Companhia Siderúrgica de Tubarão (CST) desde a década de 80. Naquela época, a empresa capixaba já utilizava um sistema desenvolvido pelo próprio departamento de informática que descentralizava os processos de gestão de pessoal, permitindo que cada trabalhador efetuasse os registros relacionados às suas férias, horas extras e reembolsos, entre outras possibilidades. “A iniciativa nasceu para desburocratizar o trabalho de um número razoável de empregados que poderiam ser aproveitados em funções mais estratégicas”, explica Enilson Miranda, analista de desenvolvimento e implantação de projetos.
Embora funcionasse bem, o sistema anterior não possuía fácil acesso, encontrado nos portais corporativos o que levou os funcionários a clamarem por uma ferramenta web. Foi feita então a opção pelo Portal RH, solução desenvolvida pela empresa goiana LG Informática e implementada há um ano e meio na CST. O Portal RH surgiu como uma melhoria fundamental, passando a centralizar todas as funções do departamento de RH em um único ambiente web. “Além de trazer modernização, o Portal preencheu a lacuna existente até então quanto à rapidez e à democratização das informações”, afirma Miranda, ressaltando que cada um dos 4.200 colaboradores da siderúrgica pode acessar o Portal de qualquer computador que disponha de Internet.
O Portal RH conferiu total autonomia aos trabalhadores na realização das mais diversas transações, sem a interferência da área de pessoal, tais como: programação das férias, horas extras e demais ocorrências de freqüência, extrato das atualizações de carteira profissional, impressão de contra cheques e demonstrativos de pagamentos diversos, solicitação de declarações e muitas outras funcionalidades, que caracterizam o modelo de auto atendimento implantado na CST. O sistema conta ainda com Workflow para aprovações gerenciais de todas as ocorrências inseridas no sistema pelos empregados, e um sistema de delegação de atividades do portal da folha de pagamentos.
Por conta da sólida cultura de auto-atendimento, a estratégia de trabalho no RH não sofreu mudanças radicais no modelo CST. “Em compensação, ganhamos inúmeras vantagens práticas, como o fim da emissão do contracheque e outros documentos em papel”, explica Miranda, da CST. A mudança no perfil do pessoal do departamento de recursos Humanos também é um ponto positivo, já que a ferramenta requer maior capacitação e envolvimento destes profissionais.
Usuária do FPw Folha de Pagamento há quase 3 anos, a CST também já adquiriu o FPw Custo do Trabalho e Orçamento, o FPw Ponto e pretende investir em novas funcionalidades para o Portal RH. “Nosso objetivo é agregar, cada vez mais, serviços e consultas para nossos funcionários”. Para isso, a companhia está consolidando algumas funcionalidades dentro do Portal, como a programação de uniformes, que engloba requisição de peças, quantidade, número do manequim, entre outros. Outras novidades estão programadas para este ano. O controle de dependentes é um deles. O usuário do Portal poderá conhecer seus direitos e dos seus dependentes, relacionados aos planos médicos e odontológicos e farmacêuticos oferecidos pela empresa. “Automatizando os processos, pretendemos facilitar ainda mais a rotina dos trabalhadores na CST”, finaliza Miranda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima