Romanoski é Personalidade de Vendas do Ano

0
12


A ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil) vai homenageiar Antonio Carlos Romanoski, presidente da Brasil & Movimento – Sundown Motos, como a Personalidade de Vendas do Ano. Essa é a 45ª edição desse prêmio que a associação instituiu para homenagear empresários de destaque no cenário nacional. A cerimônia de entrega acontece dia 23 de janeiro, em São Paulo.

Para eleger a Personalidade de Vendas do Ano, o conselho e a diretoria da ADVB, juntamente com empresários vencedores de anos anteriores, apresentam uma lista com o nome de dez personalidades empresariais – aqueles que estão à frente de importantes conglomerados e que vêm obtendo resultados positivos na direção de suas empresas. Da votação final, participam três mil empresários e executivos; conselheiros e diretores da ADVB.

O prêmio substitui, desde 1997, o tradicional Homem de Vendas, criado pela entidade em 1962. A mudança do nome foi uma iniciativa da associação para ampliar o significado da premiação. Em 2004, o eleito foi o presidente da Casas Bahia, Samuel Klein. Fora ele, compõe a lista de homenageados nomes como Edson de Godoy Bueno (2005), Ivan Zurita (2002), Luiz Fernando Furlan (1999), André Beer (1995), Eugenio Staub (1990), Roberto Marinho (1986), entre outros.

O premiado – Atualmente, Antonio Carlos Romanoski é CEO da empresa Brasil & Movimento (B&M), fabricante de bikes, motos e aparelhos de fitness com a marca Sundown, além de vice-presidente da Abraciclo e sócio (acionista desde 1994) do CEFI (Centro de Excelência em Finanças), onde presta assessoria empresarial com especialidade em fusões, aquisições, sucessão e estruturação financeira. É graduado em Direito (Universidade de Direito de Curitiba), pós-graduação em Economia e Administração e cursos de Especialização nas áreas Contábil, Marketing e RH.

Antonio já presidiu a Eletros (Associação Nacional dos Fabricantes de Eletrodomésticos), em 1997; fundou e presidiu por dois mandatos o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças do Paraná (92 e 95); presidiu o Conselho Diretor Nacional da mesma entidade (1994); foi membro do Conselho Superior da ACP – Associação Comercial do Paraná; presidiu o IPD (Instituto Paraná de Desenvolvimento); e participou, como convidado, do Fórum Econômico de DAVOS (1998).

O executivo foi também eleito Executivo Financeiro do Ano 1991; Empresário do Ano do Paraná, por dois anos consecutivos (97/98), pelo jornal Gazeta Mercantil; e membro do Fórum de Líderes – da Gazeta Mercantil. Sua excelência profissional lhe conferiu ainda, por dois anos consecutivos (96 e 97), a indicação de “Líder Empresarial do Paraná”, promovido pela Gazeta Mercantil, além de prêmios nas áreas de Finanças, RH e Marketing. À frente da Electrolux, ampliou seu raio de ação para além das fronteiras nacionais.