Santander Banespa implementa ERP Jurídico

0
0
O Banco Santander Banespa revolucionou o setor jurídico interno com a implantação de um projeto de internalização do gerenciamento de processos com a utilização do novo ERP Jurídico da Benner. O banco, que conta com cerca de 120 escritórios de advocacia em sua rede de credenciamento jurídico, hoje obtém o controle direto de processos e valores gastos com custos processuais.
Como o Santander Banespa é resultado de uma série de aquisições, o quadro que se apresentava do departamento jurídico era uma miscelânea de soluções distintas, que não proporcionava um cenário ideal para o gerenciamento interno dos processos jurídicos. “O panorama anterior era a utilização de várias soluções internas além do gerenciamento terceirizado para controlar todos os processos em andamento nos escritórios credenciados. Nossa estratégia era de unificar as bases processuais além de internalizar o gerenciamento dos processos”, explica Arlete Stahl, gerente de projetos do Santander Banespa.
Desde 2004 a instituição já possui 100% do processo de internalização do controle jurídico concluído, e o retorno obtido com essa nova forma de gestão foi além do esperado. “Antes mesmo de finalizar a implantação, já sentimos o retorno do investimento, pois ao controlar internamente os processos, detectamos algumas falhas, como por exemplo, no volume da base em andamento existente”, conta César Riva, superintendente da área de Planejamento e Controle Jurídico. “Atualmente já conseguimos mensurar que o retorno obtido com o ERP jurídico da Benner é o dobro do que foi investido”.
Atualmente, o Santander Banespa conta com 600 usuários do software de gestão jurídica. Este número inclui os colaboradores internos e toda a rede credenciada jurídica. O sistema foi implantado em uma rede específica do banco, seguindo as premissas como a de ter um servidor específico para banco de dados, outro para aplicação e um terceiro para os respectivos componentes.