Secretário de Estado é homenageado pela ADVB Rio

0
12

Wagner Victer, secretário de Energia, Indústria Naval e Petrolóleo, será um dos homenageados do Prêmio Personalidade ADVB Rio 2004. O anúncio foi feito pelo presidente da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB), Aleksander Santos. Esta é a 2ª edição do evento, que tem o objetivo de oferecer reconhecimento do empresariado àqueles que contribuem para o crescimento
e fortalecimento do setor produtivo e comercial fluminense. É a primeira vez que um Secretário de Estado é eleito para o título. A entrega do título acontecerá na premiação do Top de Marketing da ADVB/Rio no Scala, em outubro. Entre os homenageados também estão: – na categoria empresarial: Marcos Bologna, presidente da TAM; – na categoria federal: José Dirceu, ministro-chefe da Casa Civil.
A seleção para o Prêmio Personalidade é feita através de uma lista de pessoas que destacaram de alguma forma nos diversos segmentos sociais. Essa relação é elaborado pela diretoria da ADVB. A votação era restrita a associados da entidade, mas este ano foi aberta à comunidade empresarial – tendo ocorrido de 5 de Julho à 06 de agosto. Aleksander Santos Santos destaca que a escolha de Victer deveu-se aos esforços do secretário para trazer aos empresários fluminenses a “pacificação dos espíritos”, cujo objetivo maior é a busca do desenvolvimento econômico e social do Rio de Janeiro.
O presidente da ADVB lembra que o estado passou por uma díficl época devido à reforma tributária e às novidades com relação à Petrobras. “E mesmo tendo o estado do Rio de Janeiro sido mais uma vez prejudicado em relação a ambas as coisas – uma vez que o estado não conseguiu vencer sua justa batalha pela participação no ICMS do petróleo – o secretário foi hábil em apaziguar os ânimos entre o Estado fluminense, o empresariado e a estatal, para evitar maiores perdas”, exemplifica Santos.
A escolha de Marcos Bologna para integrar o topo do rol dos empresários é resultado do sucesso do empresário em manter a companhia e o tráfego aéreo estável durante sucessivas crises no setor. E o reconhecimento a José Dirceu tem por motivos os investimentos que o ministro, com sua influência, conseguiu pleitear em favor do estado do Rio de Janeiro.