Segmentação leva à assertividade

0
15



Um exemplo de que as ações de comunicação têm resultados mais assertivos quando direcionadas ao público correto é a Alphabase, finalista no 19º Prêmio Abemd, pelo desenvolvimento de uma ação para a Eztec Empreendimentos e Participações. Para obter resultados positivos, a empresa apostou na segmentação exclusiva de contatos com o perfil adequado. “O case diz respeito à prospecção de possíveis compradores para empreendimentos imobiliários de alto padrão na cidade de São Paulo”, conta Marcia Asano, diretora Alphabase.

 

Utilizando de técnicas analíticas e de geomarketing, informações dos setores censitários fornecidos pelo IBGE, entre outros dados, a empresa formou uma base de regiões da cidade de São Paulo, e identificou pessoas com alto potencial de consumo, que têm o perfil ideal de possíveis compradores. “Com ações de mala direta, comunicou o lançamento dos imóveis para essa base de consumidores. O principal resultado do projeto foi a compra de duas mansões no valor aproximado de R$ 12 milhões cada”, afirma Marcia, comemorando os resultados positivos da ação. “O projeto gerou um retorno sobre o investimento financeiro de incríveis 20.266,00% e um retorno de cerca de R$ 24 milhões”, afirma.

 

Apesar de reconhecer que o mercado de marketing direto está em um alto nível de competitividade, a diretora se mostra otimista com a premiação, e acredita que o grande diferencial da ação, é a segmentação do público alvo. “Esse case reforçou as competências do Alphabase, confirmando nossa crença de que falar com as pessoas corretas e com a abordagem certa gera, de fato, resultados mais satisfatórios do que efetuar ações para grandes públicos sem análise prévia de seu público alvo”, diz.

 

Consciente da importância do Prêmio Abemd para o setor de marketing direto, a diretora reforça que o reconhecimento faz com que o mercado se esforce cada vez mais para gerar comunicação de sucesso. “O prêmio é o reconhecimento do trabalho de profissionais que se dedicam para que os negócios tenham continuidade e para fazer a diferença nos resultados de clientes e nas ações de marketing do Brasil”, diz. Além da Eztec, a empresa concorre, ainda, com mais três cases relacionadas à venda de assinaturas de revistas.