O canal para quem respira cliente.

Segmentar e ter novas possibilidades

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Nos últimos anos a economia passou por melhorias, aumentaram as condições de créditos e as pessoas passaram a ter maiores chances de consumo. Porém, recentemente encaramos um cenário diferente, a confiança de consumo dos brasileiros vem diminuindo, o que resulta em um período de maior incerteza. Assim, o caminho que muitas empresas têm escolhido para conseguir se manter bem nesse momento – e em qualquer outro, é investir em públicos segmentados. Na verdade, clientes interessados em um nicho específico do mercado é um movimento resultante da época em que havia uma maior expansão da economia, mas ainda que o período não seja favorável, eles não irão deixar de investir e procurar por produtos e serviços de seu grupo. Sendo por essa razão o que motiva os negócios a seguirem pelo caminho da segmentação. “A segmentação não vai parar de acontecer, porque o cliente vem buscando efetivamente novas tendências e novas formas de consumo. Poderá haver uma retração no volume de compra, mas não na segmentação efetiva”, afirma Marcelo Murin, sócio-diretor da Officina di Trade.
Unindo à chance de não perder venda e nem público para o mercado, ao investir em um nicho, a empresa ainda tem à sua disposição novas possibilidades de negócio, uma vez que ao ter um consumidor buscando por alternativas de consumo, o mercado se torna mais abrangente, seja na questão de serviços ou de produtos. “Acho que isso é positivo para o mercado como um todo. No entanto, as empresas precisam estar atentas a essas mudanças e se anteciparem, é isso que fará o diferencial para uma livre concorrência”, adiciona o executivo.
Junto com uma pesquisa bem elabora, atenção é justamente um fator determinante para que a segmentação seja efetiva e a marca reconhecida entre os consumidores. Ao direcionar-se para um caminho específico, é preciso ter um conhecimento aprofundado sobre o mercado e, principalmente, o público que se deseja alcançar, só assim será possível definir uma estratégia de atuação. “A base de tudo é conhecer efetivamente, nos detalhes. Se a empresa definir estrategicamente que ela irá atender a um público específico, para ter sucesso naquele nicho, ela precisa conversar efetivamente, diretamente, com esse consumidor, oferecer produtos e serviços que atendam diretamente a necessidade dele”, aponta Murin.
O conhecimento é a forma pela qual a empresa conseguirá ter maior certeza de seu trabalho, já que, como declara o executivo, é difícil ter uma atuação à prova de erros. “Para minimizá-los, o ideal é trabalhar com a realização de testes”. Ou seja, definir uma região, ou um varejo, e iniciar testes a fim de analisar a efetividade do projeto é a opção. Conforme os resultados, passar de uma ação menor para algo maior.  
Ainda que haja erros, o benefício de segmentar é fazer com que a empresa tenha uma maior seguridade de sua posição no mercado e com seu público atendido. “Quando tem foco em algum grupo específico e o consumidor começa a reconhecer nela esta especialização, ela vai conquistando maior confiança. É o que toda empresa busca: ter fidelização de consumo”, complementa Murin. Além da chance de ter a imagem da marca atrelada a este público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima