Segurança redobrada na Amil

0
0
A segurança dos sistemas de informação sempre foi uma grande preocupação da Amil, operadora brasileira de plano de saúde, responsável pela administração de 1,045 milhão de vidas. Quando em 2005 a companhia procurou a Compugraf, empresa de segurança digital, já era usuária de um sistema de segurança baseado em IP Tables, PPTP e Snort – softwares livres. Segundo Eduardo Barbosa, analista de suporte e responsável pela área de segurança e rede da Amil, as soluções de código aberto se mostraram eficazes quando a rede da empresa era pequena.
Porém a estrutura da Amil cresceu e as soluções utilizadas não supriam mais a demanda, vulnerabilizando a rede diante das constantes ameaças do ambiente web. Assim, a empresa apostou em um projeto de segurança, a fim de proteger a rede contra intrusões, preservar conteúdos, gerenciar e-mails, entre outros benefícios.
Após avaliar as necessidades do ambiente de negócios da Amil, a equipe de projetos da Compugraf propôs uma estrutura de segurança apoiada em ferramentas da CheckPoint. Com a utilização das soluções FireWall-1, um filtro de portas que parametriza os acessos a serviços e servidores; VPN-1, dispositivo que criptografa e gerencia o acesso à VPN (Virtual Private Network) e InterSpect, solução que monitora em tempo real toda a movimentação da rede, alertando e efetuando o bloqueio de códigos maliciosos; a Amil está gerenciando com segurança a rede, site corporativo e o acesso dos colaboradores à Internet, tendo como um dos principais ganhos a redução de 85% no recebimento de spams.
Os sistemas ganharam maior proteção sem comprometer a qualidade e velocidade de acesso, além de nunca terem sofrido um ataque. Por meio da integração dos produtos e da utilização do recurso IPS (Intrusion Prevention Source) – que protege de ameaças em tempo real, detectando e respondendo com pró-atividade em caso de atividades suspeitas, a Amil pôde monitorar as conexões procurando anomalias ou códigos maliciosos que tentem passar para a rede. “Recebemos mais de 700 tentativas por mês, mas a barreira criada pelo ambiente de segurança tem se mostrado eficiente e frustrado qualquer tentativa de ataque”, comemora Marco Antonio Pereira, gerente de TI da Amil.