Soluções adaptadas aos clientes

0
1




 

A HP tem oferta de BPO no Brasil desde 1993, inicialmente nos serviços de CRM. A partir de 1996, entrou no mercado de cartões de crédito com serviços end-to-end. Hoje, tem entre seus principais clientes empresas como Cielo, BV, Accor Hospitality e Microsoft, apresentando uma grande variedade de serviços de BPO.

 

A ClienteSA conversou com dois executivos da HP, Nivancir Naville, diretor de negócios de BPO para a América Latina, e Joaquim Silveira, diretor de negócios para o segmento de meios eletrônicos de pagamento, que falaram sobre o mercado de BPO no Brasil. Eles declaram que, para garantir os resultados dos clientes, combinam experiência em gerenciamento de tecnologia e terceirização de processos comerciais com o conhecimento específico da indústria, fornecendo soluções adaptadas aos objetivos estratégicos das organizações. “A HP Enterprise Services fornece a estratégia, as soluções e os serviços que as empresas e os governos precisam para solucionar seus problemas comerciais mais complexos”, contam.

 

ClienteSA – Ainda há restrições ou as empresas hoje já estão preparadas para adoção de uma estratégia de BPO?

HP: O mercado atual encontra-se em graus diferentes de maturidade, lembrando que o grande crescimento no Brasil foi a partir da privatização das empresas de telecomunicações, o que consideramos um mercado maduro. Outra oferta são os serviços de processamento de cartões em toda sua cadeia. As demais estão começando a avaliar as possibilidades, principalmente por meio dos SSC (share service center) em que é possível concentrar diversas atividades do back office da empresa otimizando as atividades e aplicando conceitos de multitarefas.

 

ClienteSA – Qual é a estratégia de adoção de BPO para as empresas obterem melhores resultados?

HP: Com clientes do setor privado a HP trabalha para eliminar o gap entre as demandas de processo e habilidades de entrega. As empresas precisam de serviços que possam guiar as eficiências operacionais e aumentar a confiança dos clientes. Os clientes do setor público querem melhorar os serviços para os cidadãos e alcançar política de resultados. Ambos os grupos procuram serviços que alinhem custo com crescimento sem aumento de investimento de capital.

 

ClienteSA – Quais serão as grandes tendências da estratégia do BPO?

HP: Foco na entrega de valor agregado por meio do conhecimento do negócio implementando processos de gestão e controles dinâmicos das operações e não simplesmente a transferência de workforce.

 

ClienteSA – E as novidades previstas para o mercado?

HP: O mercado está trazendo  soluções de Front End e workflow para melhorar os controles, o que permite rápida implementação. O conhecimento do negócio e as melhores práticas vão contribuir no ganho em escalas para as empresas que buscarem soluções inteligentes para seus processos de negócios.