Tecnologia otimiza ensino

0
18

Para proporcionar aos seus alunos melhores ferramentas de ensino, a Universidade Metodista de São Paulo modernizou sua infra-estrutura de tecnologia da informação com a implementação do Storage Corporativo. A solução de armazenamento centraliza os bancos de dados, e-mail e arquivos utilizados por alunos e funcionários em uma única plataforma de Storage. A solução foi fornecida pela GlobalTerra, integradora de produtos, serviços, soluções e projetos para redes, segurança e storage, em parceria com a Mude, distribuidora de soluções de comunicação, armazenamento e segurança de dados.

“Antes de implementar essa solução, os dados eram gravados diretamente nos servidores de aplicações, o que tornava o gerenciamento isolado, o mesmo acontecendo com a supervisão das políticas de segurança e backup”, explica Mauricio Pelanda, gerente de Telecomunicações e Redes do Instituto Metodista de Ensino Superior.

Para detectar quais as melhores soluções para proporcionar melhorias no armazenamento e backup de informações dos servidores críticos (banco de dados, correio eletrônico e servidores de arquivos) e aumentar a performance, por exemplo, a GlobalTerra contou com o apoio técnico da Mude. Juntos analisaram quais os produtos mais adequados às necessidades apresentadas pela Universidade. Segundo o analista responsável pelo projeto da Metodista e administrador WEB, Paulo Rodrigues, a opção foi pela adoção de subsistemas de dados e de bibliotecas de fitas.

Com cerca de 60 servidores e 2 mil estações de trabalho, distribuídos em seis unidades, o armazenamento de dados e os vários níveis de proteção são gerenciados pelo modelo Thunder 9570 – da Hitachi Data Systems -, que agrega grandes quantidades de discos e softwares, com 2 TB de capacidade. Tudo isso, agiliza o processamento das informações e flexibiliza a distribuição dos discos.

Outro componente é a Biblioteca de Fitas L20 – da Storagetek -, responsável pela automatização dos processos de backup e arquivamento de dados pouco acessados. Segundo Pelanda, isso permite que a Universidade Metodista de São Paulo ofereça aos alunos acesso mais rápido ao conteúdo das aulas, que já são disponibilizados pelos professores no portal do aluno da Metodista.