Telecheque divulga índice de bons pagadores

0
13

O índice de bons pagadores de outubro de 2003, divulgado pela Telecheque indicou retomada no ritmo de compras. O total de cheques transacionados no país aumentou em 6,8% em relação ao mês anterior (set/03) e, dos cheques emitidos, 96,87% foram honrados, diferença de apenas 0,1% em relação ao mês de setembro/03 (96,94%). A previsão é que esses números aumentem. Com o pagamento da primeira parcela do 13º salário, previsto para ser efetuado na segunda quinzena de novembro e com a aproximação do Natal, o comércio se prepara para o aumento das vendas.
O índice de cheques roubados (0,60%) apresentou queda de 3,0% em relação ao mês anterior (0,62%) e o índice de inadimplência fechou neste mês em 2,53%. A estimativa para este fim de ano é de que a inadimplência mantenha-se estabilizada, como nos anos anteriores. A tendência é que ela suba apenas no início do ano de 2004, com a compensação dos cheques pré-datados emitidos neste período.
Os segmentos que apresentaram os melhores índices de Bons Pagadores foram Comércio Eletrônico com 98,85%, Comércio de Automóveis com 98,18% e Postos de Gasolinas com 98,06%. O Índice de Bons Pagadores apresentou-se mais baixo nos segmentos de Confecção de Artigos esportivos com 91,74%, Telecomunicação e Eletricidade com 91,91% e Artigos de Couro com 93,12%. E os estados que apresentaram os melhores índices de Bons Pagadores foram Santa Catarina com 97,90%, Minas Gerais com 97,51% e Rio Grande do Sul com 97,48%.
O Índice de Bons Pagadores apresentou-se mais baixo nos estados de Sergipe com 93,47%, Rio Grande do Norte com 93,98% e Piauí com 95,25%.