Toyota do Brasil implanta NF-e

0
2


A Toyota do Brasil trabalha para adotar o modelo de emissão eletrônica das notas fiscais. Atualmente, a empresa está na fase de preparação (testes), operando com o método tradicional e o eletrônico. A montadora foi uma das escolhidas para participar do projeto piloto do governo, que conta com o envolvimento de 19 companhias e é conduzido pelas Secretarias da Fazenda de São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Maranhão, Goiás e Bahia, em conjunto com a Secretaria da Receita Federal. O objetivo da montadora é a partir de outubro emitir oficialmente parte dos documentos no novo sistema.

Mensalmente, a Toyota emite aproximadamente 60 mil notas fiscais em papel. Mas a adoção da nota fiscal eletrônica será gradual, não abrangendo o volume total das notas emitidas atualmente. “Escolhemos uma fração de emissões do faturamento de veículos, para iniciarmos as operações com o modelo de emissão eletrônica”, explica Rodolfo Cotta, chefe do departamento de faturamento e cobrança da Toyota. A implantação acontecerá de forma gradual para ser possível realizar testes e verificar as implicações comerciais e as possíveis dificuldades.

Segundo o executivo, a nota fiscal eletrônica trará também a possibilidade de substituição do processo atual de EDI (troca de informações entre as empresas), que poderá ser feito no futuro com as ferramentas do B2B. Além disso, agilizará procedimentos no processo de exportação e importação. Para Cotta, embora seja difícil mensurar a redução de custos com a adoção da nota fiscal eletrônica, a expectativa é, em médio prazo, eliminar gastos com operações acessórias (tempo de transação das operações, contabilização de informações, armazenamento físico dos documentos e papel).

“O novo modelo fiscal demanda um grau elevado de segurança, que deve estar aliado à boa performance. Uma das etapas mais importantes na adoção da nota fiscal eletrônica é a compra do equipamento responsável pela segurança dos dados”, afirma o executivo. Para viabilizar a entrada no projeto e ao mesmo tempo garantir a segurança das suas informações, a Toyota adotou a solução Net D-Fence, da True Access. Além de segurança, os investimentos da Toyota para implantar a nota fiscal eletrônica também envolveram os custos com os analistas internos e a associação com um provedor para a implantação da interface entre a montadora e a Secretaria de Fazenda. O retorno do capital investido, estima o executivo, acontecerá de forma gradativa, à medida que o sistema seja expandido.

A Toyota decidiu participar do projeto piloto por acreditar na importância da informatização do processo de emissões de notas fiscais na desburocratização do atual sistema. Além disto, existe a necessidade de aperfeiçoamento dos controles fiscais vigentes. Isto trará resultado direto em ganhos com reduções dos atuais custos operacionais e de transações, gerando benefícios para toda a sociedade, por meio do combate mais eficiente da sonegação.