UFMG recebe ações da empresa mineira Akwan

0
2



A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) recebe como doação parte das ações da companhia mineira Akwan, empresa brasileira especializada no desenho e implementação de soluções de acesso à informação sob medida. A iniciativa é parte de um acordo entre a universidade e a empresa, que foi fundada com o apoio da instituição.

Representando a UFMG e o Departamento de Ciência da Computação, a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (FUNDEP) estruturou o termo de doação de ações com base em modelos praticados por instituições norte-americanas, que cedem espaço e apoio acadêmico para seus alunos criarem pequenas empresas, em troca de um percentual de ações.

Segundo o Professor José Nagib, diretor-executivo da FUNDEP, o principal objetivo deste acordo é incentivar os alunos de pós-graduação e doutorado a aperfeiçoar os trabalhos desenvolvidos durante a graduação e torná-los adequados e competitivos para o mercado de trabalho.

O Departamento de Ciências da Computação da UFMG foi o primeiro a participar da iniciativa, sendo que os lucros provenientes das ações doadas serão revertidos em melhorias para a instituição e para o próprio departamento.

Outro benefício apontado pela Universidade é o fato das empresas doadoras atuarem como mais um canal de absorção de mão de obra qualificada, por estarem ligadas ao ambiente acadêmico. “São empresas de tecnologia avançada que demandam profissionais mais especializados, como os alunos de pós-graduação” , explica o professor Vírgilio de Almeida, chefe do Departamento de Ciências da Computação da UFMG.

“Se a Universidade tem ações da empresa, ela pode utilizar a empresa para testar novas tecnologias, avaliar idéias, e fazer experimentação com dados advindos diretamente do mundo real. Por outro lado, a empresa tem acesso facilitado a mão de obra altamente qualificada, respira o ambiente de pesquisa da universidade, e tem a possibilidade de chamar a atenção dos pesquisadores para problemas do mundo real que estão mal equacionados”, conclui Berthier Ribeiro-Neto, diretor executivo da Akwan. Ele acrescenta ainda que o bom relacionamento com a Universidade é vital para uma troca efetiva de conhecimentos e experiências, nas duas direções.