Uso dos cartões de crédito cresce entre jovens

0
5


Dados do Target Group Index, estudo realizado pelo Ibope Mídia em parceria com a Kantar Media Research, no período de julho a dezembro de 2005, demonstram que 28% dos jovens brasileiros entre 12 e 17 anos já possuem cartão de crédito como dependente dos pais ou parentes. Entre agosto de 2004 e janeiro de 2005 esse número era de 17%. Uma explicação bastante razoável pode ser o fato de o cartão de crédito permitir o acompanhamento dos pais quanto às transações (valores e estabelecimentos) realizadas por seus filhos, talvez uma nova forma de “mesada”.

A análise tem como objetivo analisar o perfil de consumo e comportamento dessa faixa etária e nortear as estratégias de marketing e publicidade de produtos direcionados para esse público. Os resultados representam mais de 9,2 milhões de jovens, 15% do contigente populacional dos onze mercados brasileiros pesquisados pelo Target Group Index: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Curitiba, Brasília, Salvador, Recife e Fortaleza, além de aglomerações urbanas com mais de 50 mil habitantes do interior de SP e das regiões Sul e Sudeste.

Ainda de acordo com o estudo, a grande maioria dos jovens brasileiros (76%) está otimista quanto ao futuro do País e acha que a situação econômica estará melhor nos próximos 12 meses. Quase metade deles (47,2%) acredita que a situação já está melhor do que há um ano. Como não poderia deixar de ser, a Internet está muito presente no dia-a-dia desses adolescentes: 78% têm acesso em casa, 63% enviam e-mail para amigos e 52% utilizam instant messages (como MSN). Jogos on-line e páginas de humor e piada são os temas prediletos com 55% e 43%, respectivamente. Quando buscam informação, as mídias mais procuradas são as tradicionais TV (46%), Jornal (41%) e Revista (38%). A Internet, neste quesito, fica na 4ª posição, com 24% e o Rádio, com 23%. Mais de 48% possuem aparelho celular para uso pessoal.

Os adolescentes da Região Nordeste – As informações pesquisadas nos estados de Salvador, Recife e Fortaleza demonstram que a Região Nordeste concentra 17% dos jovens brasileiros com idade entre 12 e 17 anos. Deste total, 52% são do sexo masculino, 56% têm entre 12 e 14 anos e 44%, entre 15 e 17 anos. O consumo de revistas especializadas é superior à média nacional, com destaque para as de interesse geral e atualidades (47%), TV e Sociedade (40%) e Ciencias/Cultura/Educação (14%).

Menos de 20% dos jovens nordestinos possuem segundo grau completo ou incompleto, 80% têm o primeiro grau (completo ou incompleto) e apenas 8% realizou algum tipo de trabalho voluntário nos últimos três meses. Com relação aos gastos, 12% dedicaram entre R$ 150 e R$ 450 nos últimos 30 dias em compras diversas (não inclui bebidas e alimentos).

Essa faixa etária também consome brinquedos e, na região nordeste, os prediletos são bolas (55%), maquiagem e bijouterias (23%), bicicletas, triciclos e patins (22%), jogos de tabuleiro (22%), bonecas de colecionar (15%) e pelúcias (14%). As categorias utensílios de cozinha e brinquedos e jogos educativos representam 13% cada.