Varejo on-line unido

0
20


Começou hoje (01/07) a Liquidaweb, a maior liquidação da Internet brasileira. Algumas das maiores lojas de e-commerce do Brasil se juntam para oferecer descontos de até 50%, facilidades de pagamento e, em alguns casos, frete grátis para alguns produtos. Coordenada pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Camara-e.net), a promoção acontecerá entre os dias 1 e 10 de julho.

A LiquidaWeb envolve as lojas Americanas.com, Extra.com.br, LivrariaCultura.com.br, LivrariaSaraiva.com.br, MagazineLuiza.com.br, Marisa.com.br, Shoptime.com.br, Siciliano.com.br, SomLivre.com, Submarino.com.br e TokStok.com. O projeto tem patrocínio da Visa e apoio da Phipilips. A expectativa dos participantes é repetir o sucesso das quatro edições anteriores da LiquidaWeb, quando foi registrado um crescimento médio de 30% no faturamento com relação ao período anterior à promoção. Esse número deve ser mantido também para esse ano.

A liquidação conjunta foi realizada pela primeira vez em 2002, com o nome de Semana.Compre. Duas edições ocorreram em 2003 e mais uma em 2004. Para o coordenador da LiquidaWeb e também consultor da Camara-e.net, Gastão Mattos, o principal objetivo é – mais do que aumentar o faturamento das lojas participantes – incluir novos compradores entre os internautas brasileiros. “Iniciativas como a LiquidaWeb dão a oportunidade de experimentação a pessoas que nunca compraram nada pela internet. Com isso, em breve vamos aumentar o volume de consumidores na rede. Atualmente 11% das pessoas com acesso à Internet no Brasil fazem compras on-line”, destacou.

A Camara-e.net estima que o aumento de faturamento do comércio eletrônico em 2005 no Brasil será superior ao da média dos últimos anos. Um aumento de 47% já foi registrado no primeiro trimestre de 2005 em relação ao mesmo período do ano passado. “Foi a constatação desta oportunidade que levou as 11 lojas participantes a unirem esforços, com a liderança da Camara-e.net, para promover uma campanha única e concentrada de marketing, com o objetivo de mobilizar o público on-line” afirmou Mattos “Juntas, as 11 lojas representam 80% do faturamento do comércio eletrônico do país”.