Vendas de aplicativos Oracle crescem 53%

0
2


A Oracle anunciou que, no primeiro semestre do ano fiscal de 2006 (compreendido entre junho e novembro de 2005), as vendas de licenças de software de aplicativos na América Latina (AL) cresceram 53% em relação ao mesmo período do ano anterior. Novos negócios representam 40% deste crescimento.

De acordo com a empresa, esse sucesso é o resultado da aquisição de grandes empresas desenvolvedoras de aplicativos ao longo de 2005, como Peoplesoft e JD Edwards, o que permitiu a consolidação da Oracle no setor. Com a integração das empresas, a Oracle atingiu a marca de 2400 clientes em aplicativos na AL e alcançou maior massa crítica e verticalização em indústrias-chave. Já, com a compra da Retek, ProfitLogic, G-Log e i-flex , a companhia traz mais ofertas para as indústrias de manufatura, varejo, educação universitária e serviços financeiros.

De acordo com a IDC, empresa que realiza pesquisas de mercado, a taxa de crescimento do mercado da Tecnologia da Informação (TI) da AL é uma das mais altas do mundo, registrando 6,9% ao ano. Apesar dos investimentos em equipamento continuarem altos, todas as projeções indicam que, no médio prazo, o peso destes investimentos tende a diminuir, enquanto que o de serviços e aplicativos deve crescer. A expectativa é de que os serviços cheguem a representar 37,4% (em comparação a 31,4% registrado em 2004) do total de TI e que o software alcance 17,5% (quando em 2004 era 16,3%). Este movimento já pode ser percebido pela Oracle. Na primeira metade do ano fiscal de 2006, 55 empresas somaram-se à base instalada na América Latina.