Visa faz mapeamento do mercado de cartões

0
1



A Visa International Região América Latina e Caribe (LAC) apresentou os resultados da 8ª edição de sua pesquisa de mercado que, desde 1999, traz à tona os hábitos de uso e as preferências dos portadores de cartões do Brasil e de outros países da Região. No que tange ao uso do plástico, 81% dos entrevistados possuem ao menos um tipo de cartão (débito, crédito ou múltiplo). O cartão de débito apresentou o maior aumento desde 1999: passou de 33% para 72% em 2006. Já o cartão de crédito, possui uma penetração de 57%, em 1999 esse número era de 42%.


Em relação ao hábito de uso dos meios de pagamento, avaliando especialmente a participação na carteira do cliente, viu-se que o uso do plástico aumentou. E esse crescimento deve-se, principalmente, à substituição do cheque pelo pagamento eletrônico. Quando a pesquisa foi feita, os cartões de crédito e débito já apresentavam uma participação de 26% frente aos 2% do cheque na somatória de todas as classes sócio-econômicas. “Esse mapeamento nos mostrou, ainda, que os brasileiros perceberam os benefícios dos meios de pagamento eletrônico e, nos últimos anos, adotaram o plástico para suas compras do dia-a-dia”, afirma a executiva.


A pesquisa aponta, também, aumentos significativos no uso do plástico em segmentos como supermercados, lojas de conveniência, drogarias e postos de gasolina. Nesse cenário, os mais representativos foram os supermercados, que passaram de 22% em 1999 para 49% em 2006 e os postos de gasolina, que obtiveram 47%.


Outro dado interessante mostra os fatores que levam o usuário de mais de um cartão de crédito a escolher um entre os plásticos que possui na carteira na hora de efetuar seu pagamento. Em primeiro lugar, está “um limite de crédito mais alto” (47%), seguido por “data de vencimento mais conveniente” (32%) e a questão da aceitação, com o tópico “rede afiliada a vários estabelecimentos” (19%).