Visa lança o cartão pré-pago, o International Travel Card

0
3

A Visa lançou na China um cartão pré-pago, o International Travel Card, destinado especialmente a pessoas que visitam o exterior. O público alvo do produto está nos 10 milhões de chineses que viajam todos os anos para fora do país. A categoria dos pré-pagos, cartões de débito nos quais é carregada uma quantia à vontade do portador, é a que mais cresce atualmente na área dos meios de pagamento. O mercado global para esses cartões é estimado pela Visa em US$ 2,3 trilhões.

“Os pré-pagos constituem a nova categoria para os pagamentos do dia-a-dia e representam uma significativa expansão de nosso programa de débito”, declarou o presidente e CEO da Visa International, Malcolm Williamson. “Eles são parte da constante evolução da Visa para transformar-se num provedor de soluções de pagamento com todos os serviços. A plataforma de pré-pagos da Visa permite aos seus emissores levar o poder de escolha, conforto e controle dos cartões Visa a áreas hoje dominadas pelo dinheiro vivo e por vouchers”.

Nas pesquisas que antecederam a introdução do International Travel Card, a Visa determinou que apenas 5% dos 10 milhões de chineses que viajam anualmente para o exterior têm cartões de crédito com validade internacional. Outra conclusão das pesquisas foi a de que aproximadamente a metade dessas pessoas leva consigo US$ 1.000 ou mais em dinheiro vivo, o que significa problemas de segurança, desconforto e dificuldades para a conversão em moedas de outros países.

O International Travel Card pode ser comprado com dinheiro, cheque ou uma linha de crédito. A quantia carregada vai sendo eletronicamente debitada quando o cliente faz compras, paga serviços ou retira dinheiro de caixas eletrônicos na moeda do país em que se encontra. Williamson destacou que a Visa tem hoje nove categorias de produto e mais de 100 programas e projetos-piloto ligados aos cartões pré-pagos. O potencial de clientes para esse tipo de cartões é estimado em 3 bilhões de pessoas.

Um cartão pré-pago pode ser pessoal ou aberto a várias pessoas, como uma família ou funcionários de uma empresa. Pode ter data de expiração ou ser permanente, pode ser virtual, para uso apenas na internet, pode ser recarregável ou descartável. Isso abre a possibilidade de que possa ser aproveitado por vários canais de distribuição, como lojas, redes varejistas, grandes empresas, companhias de seguros, meios de transporte e universidades.

O que define o pré-pago é sua capacidade de levar as vantagens dos pagamentos eletrônicos a situações que tradicionalmente envolvem o uso do dinheiro vivo, cheques ou tíquetes e vouchers de papel. A Visa enquadra essas situações em nove categorias: viagens; presentes; descontos e promoções; emergências; salários e despesas de funcionários; transferências de dinheiro, domésticas e internacionais; benefícios governamentais; mesadas para adolescentes e jovens adultos; e pagamentos em áreas rurais e recintos fechados, como estádios, universidades e centros de compras.