VIVO expande utilização do WebFOCUS

0
1


A VIVO, operadora de telefonia celular, está fazendo uso de Business Intelligence muito além da padronização de dados para gestão de desempenho dos negócios. A empresa aposta as fichas na expansão da utilização da tecnologia WebFOCUS, da Information Builders, que vem apresentando ótimos resultados na operação do Rio de Janeiro.

A solução WebFOCUS utilizada desde 2001 pela VIVO do Rio de Janeiro, vem facilitando a avaliação de informações estratégicas em tempo real, como a análise da eficiência e monitoramento do tráfego de origem e terminação de ligações, de rotas e centrais, informações de cobertura da operadora e dos competidores, além das análises das reclamações de clientes, neste caso tratadas como um indicador concreto da qualidade percebida pelos usuários. Mesmo tratando-se do alto volume de dados: são manipulados uma média de 4 milhões de registros ao dia.

Segundo Javier Rodriguez, vice-presidente de tecnologia da VIVO, alguns fatores foram determinantes na decisão pela aquisição do WebFOCUS. “A solução permite a análise de até três anos de registro com periodicidade horária e acesso aos relatórios via web, em tempo real”, explica javier. As áreas de planejamento e otimização de engenharia da VIVO podem, a partir do WebFOCUS, dimensionar a capacidade de tráfego de determinada região, antecipar-se a possíveis problemas e tomar ações corretivas antes que um evento possa acontecer. Com o apoio da tecnologia, a mensuração da sazonalidade do tráfego passa a ser feita por área de interesse e período, com a emissão de alertas sempre que algum índice de performance exija atenção redobrada.

“É fundamental que tenhamos a nossa gestão suportada por informações estratégicas, permitindo a tomada de decisões de forma ágil e eficiente. Neste sentido, a utilização do BI, em informações de tempo real, vem proporcionando um conhecimento mais abrangente de temas estratégicos por meio da análise de indicadores chave, direcionando de forma efetiva o planejamento e a realização das ações necessárias”, complementa Javier.