Agosto aponta queda na inadimplência

0
3
A inadimplência das pessoas jurídicas recuou 3,5% em agosto, na comparação com julho, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas. O levantamento também verificou uma queda de 0,7% na comparação entre agosto de 2013 e agosto do ano anterior. Já na comparação entre o acumulado de janeiro a agosto deste ano com igual período de 2012, a inadimplência das empresas cresceu 1,4%.
Para os economistas da Serasa Experian, a redução da inadimplência das empresas está relacionada com o recuo dos níveis de inadimplência dos consumidores. Sofrendo menor inadimplência na ponta do consumo, as empresas conseguem honrar de forma mais efetiva seus compromissos, em que pese o encarecimento dos custos financeiros devido à atual conjuntura de elevação das taxas de juros.
Valor médio das dívidas
Nos primeiros oito meses do ano, as dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água) tiveram um valor médio de R$ 813,90, o que representou um crescimento de 6,2% ante igual período de 2012.
As dívidas com bancos, por sua vez, tiveram nos oito primeiros meses de 2012 um valor médio de R$ 5.068,35, resultando em 3,9% de queda na relação com o acumulado de janeiro a agosto do ano anterior. 
Quanto aos títulos protestados, o valor médio verificado de janeiro a agosto foi de R$ 2.050,71, com aumento de 5,3% sobre igual acumulado de 2012. 
Por fim, os cheques sem fundos tiveram, nos oito primeiros meses de 2012, um valor médio de R$ 2.461,93, representando um aumento de 10,0% quando comparado com os oito primeiros meses do ano anterior.
Para acompanhar a série histórica do indicador, clique aqui