Como engajar?

0
3
O colaborador que for contratado por um empresa de cobrança precisa saber, desde o início, que estará prestes a entrar em um ambiente de trabalho onde atingir metas e cumprir as estratégias é fundamental. Tanto é que seu engajamento com a organização precisa ser total. “Isso muda completamente o ambiente organizacional e impacta diretamente na qualidade percebida pelo cliente”, afirma Caroline Calaça, coach executiva e diretora da Development.
Nesse sentido, ela afirma que o papel dos gestores de recursos humanos é essencial, pois é preciso desenvolver e capacitar os líderes para que esses consigam desafiar, fornecer feedback e gerir seus subordinados. “O papel do RH é muito claro e serve de apoio aos gestores para seu próprio desenvolvimento e de sua equipe com foco no alcance do plano estratégico e garantia de eficiência, além de agilidade, qualidade na contratação de pessoas, monitoramento do clima organizacional e disseminação da cultura e dos valores”, explica. De acordo com Caroline, um profissional pode alcançar resultados porque é monitorado e cobrado, para aumentar seus ganhos financeiros ou porque se satisfaz e se realiza com seu trabalho e se sente valorizado pela organização em que atua.
Além disso, a coach executiva afirma que se mesmo com o uso de incentivos para manter o colaborador engajado, a empresa notar falta de comprometimento, a primeira atitude a ser tomada é entender a raiz desse problema. “Antes de punir ou desligar, é preciso entender o que está gerando insatisfação, se é algo interno ou externo que esteja afetando a motivação. Depois é necessário observar o histórico de desempenho e atingimento de resultados do colaborador e decidir se existe a disposição de flexibilizar alguma condição para buscar reter o funcionário ou não. Por último, tomar a ação decidida que pode ser desligar, desenvolver ou negociar”, finaliza.