Crédito ao consumo deve aumentar

0
13
O crédito para consumo deverá crescer 10% esse ano. Porém, o indicador pode oscilar de acordo com variáveis como o resultado da Copa do Mundo, segundo Érico Ferreira, presidente da Acrefi, Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento. “Acreditamos que a elevação ficará em torno de 10%, podendo variar três pontos percentuais para cima ou para baixo conforme o resultado da Copa. Se o Brasil for campeão, haverá maior predisposição para consumir com a criação de um clima de otimismo no País”.
Por sua vez, Nicola Tingas, economista chefe da Acrefi, afirmou que o crédito tem crescido principalmente com base no consignado. Ele mostrou que de dezembro de 2011 a fevereiro de 2014 essa linha disparou 36,8%, em comparação a 22,3% de cartões de crédito e 7,9% nos empréstimos de veículos. Em relação às causas do desempenho do crédito, Ferreira disse que a elevação dos juros tem impacto menor do que a inflação: “A alta da taxa básica Selic sobe e dos juros de outras linhas de crédito obviamente afetam, mas o maior efeito sobre o tomador é trazido pela alta da inflação”, afirma.
Uma das alternativas para aumentar o acesso ao crédito, segundo Ferreira, é a concessão on-line, que tem crescido no Brasil, mas ainda depende de aperfeiçoamentos. “Temos avanços e em alguns casos já é possível aprovar o crédito em três minutos. Ainda é necessário, no entanto, a adoção de instrumentos como a possibilidade de ter a assinatura digital pelo tomador. Para isso, precisamos de legislação específica.”