O canal para quem respira cliente.

De ativo, para receptivo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
O SMS tem se mostrado eficiente na atividade de recuperação de crédito, permitindo que o contato das empresas com os devedores seja otimizado, o tornando menos invasivo e mais objetivo. “Com a utilização do SMS o atendimento passa de ativo para receptivo, ou seja, os devedores entrarão em contato com a central de atendimento após receberam a comunicação por SMS, permitindo um melhor planejamento operacional das carteiras, bem como redução de custos”, afirma Daniel Bulach, gerente de negócios da Zenvia.
Consequentemente as empresas conseguem otimizar o tempo das PAs, com melhores resultados nas renegociações, contribuindo para os indicadores de inadimplência, segundo o executivo. “As PAs recebem ligações para tratar diretamente as negociações, ao invés de terem que entrar em contato com os clientes e fazer todo o desdobramento de disponibilidade, apresentação e contextualização”, diz. O gerente explica que, além disso, outros pontos positivos são a redução de custos, e a possibilidade das pessoas poderem se dirigir a um lugar mais restrito para a realização da ligação depois que receberam a mensagem no celular. 
Em comparação a outros canais como e-mail, telefonia, correspondências e fax, Bulach diz que o SMS se destaca por ser uma alternativa que envia mensagem massivamente, de forma discreta e com alto índice de retorno. “Pela perspectiva do cliente final, ele pode responder a uma mensagem no celular mesmo estando em uma reunião, por exemplo, em contrapartida esse mesmo usuário não poderia atender ao telefone por voz”, explica. O gerente acrescenta que, além do uso de SMS para a efetivação da atividade de recuperação de crédito, muitas empresas o usam, também, para o contato pós negociação. “É utilizado no envio de 2ª via de boleto e também para lembrete de vencimento da parcela. Além disso, há empresas testando o uso de SMS para negociações 100% automatizadas por este canal, onde o cliente final escolherá a quantidade de parcelas a serem pagas sem a necessidade de falar com um atendente”, conclui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima