Estratégias de cobrança

0
3



O setor de telefonia é um dos mais consistentes em termos de recuperação de ativos e negociação de dívidas. Um dos diferenciais é a possibilidade de descontinuação dos serviços oferecidos. Outro é o envio dos acordos realizados na cobrança juntamente com as faturas mensais dos serviços contratados, o que facilita o entendimento do usuário e o pagamento. Porém, para a SysOpen, especializada no desenvolvimento de soluções para recuperação de crédito, o setor ainda é carente de um sistema que automatize todas as funcionalidades existentes com regras e estratégias unificadas.

 

“Quando conseguirem promover a integração entre os sistemas de billing, CRM e cobrança, as operadoras de telefonia terão um desempenho muito maior nestes processos”, afirma Wellington Gomes, diretor de novos negócios e desenvolvimento da SysOpen. Para o executivo, outro fator que dificulta a recuperação das contas em atraso no setor é a regulamentação por parte a Anatel, que não permite cobranças mais ostensivas durante os primeiros 90 dias de atraso.

 

Ainda assim, as facilidades são muito maiores que os obstáculos para as empresas que enxergam oportunidades. O corte do fornecimento do serviço é uma maneira de evitar o aumento da dívida, bem como uma ferramenta eficiente para a cobrança, mas existem outros fatores que agilizam a recuperação de valores, como a integração com as casas lotéricas para o recebimento de pagamentos, possibilitando assim maior abrangência para a quitação de dívidas em atraso. “Mais uma facilidade é a utilização de toda a tecnologia das telecomunicações nas ações de cobrança, tais como mensagens de voz, SMS, hot-line, e outros meios que otimizam o contato com o cliente”, completa Gomes.