Falta conhecimento?

0
2
O conceito de educação corporativa além de muitas vezes desconhecido, é utilizado de forma incorreta no Brasil. Segundo Caroline Calaça, diretora da Development, essa expressão significa promover um alinhamento entre as estratégias que a empresa pretende atingir, o conhecimento que necessita adquirir para concretizar estes intentos e as competências a serem desenvolvidas nas pessoas que deverão executar as tarefas. “Educação corporativa é muito mais amplo do que simplesmente realizar um treinamento pontual. O alvo seria treinar as pessoas certas continuamente de forma sistemática não apenas para que adquiram maior competência técnica, mas também comportamental”, comenta.
Assim, a importância de uma empresa de cobrança investir na educação corporativa, segundo Caroline, é se destacar no mercado, tornando-se assim, mais competitiva e criar diferenciais consistentes em relação aos concorrentes. “Uma das grandes oportunidades é uma atuação mais profissional, atendimento diferenciado, aumento da fidelização de seus clientes, construção de uma cultura organizacional difundida e como resultado final, mais competente e mais lucrativa”, explica.
Além disso, o grande desafio para se alcançar resultados satisfatórios com a educação corporativa, segundo a coach executiva, é valorizar e atuar na construção do mapa estratégico. “O desafio é atrelar os indicadores a serem alcançados com os comportamentos que precisam ser desenvolvidos e a priorização das pessoas chave a serem treinadas. Ter um orçamento destinado e reservado para este fim e a disciplina de garantir o cumprimento do plano continuamente, não por meio de treinamentos isolados e sim de programas de capacitação complementares e com finalidades objetivas na capacidade de realização dos colaboradores”, afirma.