Inadimplência com cheques tem leve alta

0
14



A pesquisa sobre liquidação de cheques feita mensalmente pela Telecheque indica que o nível de inadimplência dos brasileiros permanece apresentando alta. Do valor total dos cheques transacionados em julho de 2012, 2,91% ficaram inadimplentes, enquanto em junho o índice foi de 2,80%. Na comparação dos dois períodos, a alta foi de 3,93%. Entre as causas dos atrasos na liquidação, a falta de fundos continua sendo a principal, com 77,3% dos valores. Os demais motivos representaram: cheques sustados, 8,6%; roubados ou furtados, 3,4%; fraudados, 2,0%; e outros motivos, 8,6%.

 

No ranking das regiões, o Norte ocupa a primeira posição no mês de julho, com índice de inadimplência de 3,65% dos valores, o que representa um crescimento de 15,87% em relação a junho. Na comparação com julho de 2011, no entanto, esse indicador sofreu uma queda de 9,4%. A região Nordeste vem na sequência, com 3,46%; depois, a região Sudeste, com 2,82%; a Centro-Oeste, com 2,54%; e finalmente a região Sul, que apresentou 2,48% de inadimplência.

 

Outro dado relevante da pesquisa é que o valor médio dos cheques utilizados nas compras continua crescendo: entre julho e junho, a elevação foi de 1,36% (de R$ 335,98 para R$ 340,54). Mas nos últimos 12 meses o valor do “ticket médio” subiu: o valor em julho de 2011 era R$ 284,65, ou seja, houve uma alta de 19,6% no período.