Inadimplência tende a se estabilizar

0
1



O Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Inadimplência do Consumidor ficou inalterado em agosto de 2010, mantendo-se no patamar de 94,6. Como o indicador possui a propriedade de antever, num horizonte médio de seis meses, as oscilações cíclicas da inadimplência, a estabilidade registrada pelo indicador em agosto sinaliza que a inadimplência do consumidor tende a se estabilizar, pelo menos até o início de 2011 e, neste aspecto, eventuais elevações do nível de inadimplemento dos consumidores não seriam suficientes para reverter a atual trajetória de crescimento do crédito às pessoas físicas.

 

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o bom momento vivido pelo mercado de trabalho (aumento do nível de emprego e crescimento dos rendimentos reais) tem conseguido neutralizar, pelo menos em parte, as pressões sobre os níveis de inadimplência dos consumidores, decorrentes de uma trajetória de expansão do crédito bem superior à massa de rendimentos (capacidade de pagamento). Cabe ainda lembrar que o pagamento do 13º salário, que ocorre a partir da segunda metade do 4º trimestre, constitui-se também num elemento de mitigação da inadimplência dos consumidores, pelo menos no curto prazo.